Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
29 de janeiro de 2022
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
Com informações da APIB

BRASÍLIA – O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, intimou nesta terça-feira, 1º, o Ministério da Defesa (MD) para providenciar a segurança das lideranças do povo Munduruku ameaças de morte por garimpeiros ilegais que atuam na Terra Indígena Munduruku, no município de Jacareacanga, Pará.

Ministro do STF também pede que o superintendente da Polícia Federal e Ministério Público Federal apresentem o panorama sobre a situação e medidas que estão sendo tomadas. De acordo com o advogado indígena Terena e defensor dos direitos humanos dos povos indígenas, Eloy Terena, a ordem judicial determina que sejam mantidos efetivos armados na região.

“As ameaças não cessaram nas últimas 24 horas. A todo momento há notícias de que os garimpeiros invadirão novas aldeias em busca de vingança contra lideranças indígenas. Com a retirada da Polícia Federal, tais grupos se sentem empoderados e vencedores, pois, segundo entendem, ‘expulsaram a PF da região’. A operação precisa ser retomada com urgência, a legalidade reestabelecida e a vida das lideranças assegurada”, enfatiza Terena.