4 de março de 2021

Com informações Assessoria de Comunicação

MANAUS – O presidente do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM), conselheiro Mario de Mello, determinou a prorrogação dos trabalhos em home office até o dia 26 de fevereiro para os setores da Corte. A decisão visa contribuir na diminuição dos casos de coronavírus no Amazonas, que segue em toque de recolher por decisão do Governo.

Após o fim do home office, o retorno dos trabalhos presenciais será feito de forma gradual. Do dia 27 de fevereiro até o fim do mês de abril, os colaboradores estarão retornando ao regime híbrido, com escalas de trabalho em forma de rodízio.

O presidente Mario de Mello afirmou a necessidade de resguardar os servidores nesse momento, respeitando as orientações dos órgãos de saúde.
“Estamos observando o número de casos de Covid-19 em Manaus. Não podemos colocar nossos servidores em risco e contribuir para um agravamento ainda maior na situação da saúde pública no Estado. Estamos atentos, sobretudo nesse momento de vacinação, para retomar as atividades presenciais no momento adequado”, destacou o presidente da Corte de Contas, conselheiro Mario de Mello.

Atendimento virtual

Com o novo adiamento dos serviços em home office, o TCE-AM permanece atendendo ao público e realizando as atividades de forma remota até o fim de fevereiro. Para a emissão de protocolos na Corte de Contas, o contato deve ser feito pelo e-mail [email protected], das 7h às 14h, dias úteis.

A Ouvidoria do TCE-AM também dispõe de canais para atendimento de denúncias, reclamações e sugestões, no e-mail [email protected], ou pelo WhatsApp (92) 98815-1000. O TCE-AM dispõe, ainda, do robô virtual Jarvis para dúvidas gerais, por meio do WhatsApp (92) 98463-8467.