Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
18 de janeiro de 2022
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE

Com informações do O Globo

RIO DE JANEIRO – “A sensação que eu tenho é que não sou. Que não é minha vida. Eu não consigo assimilar que sou eu ali”, disse a arquiteta Pamella Gomes de Holanda, de 27 anos, ao assistir novamente às imagens das agressões do DJ Ivis, no programa ‘Encontro com Fátima’, na Rede Globo nesta terça-feira.

Durane entrevista, Pamella contou que as câmeras de segurança foram instaladas na residência com a chegada da Mel, a filha do casal, que hoje tem nove meses. E que as agressões começaram quando ainda estava grávida.

“Eu tentava justificar que ele fazia aquilo por conta do temperamento dele”, disse. 

Ao ser questionada pela apresentadora quando resolveu denunciar, a arquiteta rebateu que “tinha medo de que fosse desacreditada pelo fato dele ser conhecido e ter influência”.

“A gente vive num País machista. Eu tinha medo pelo fato dele ser homem e eu mulher, e a gente quase não ter voz e espaço. A gente tem que gritar, esbravejar para ser ouvida. Eu pensei ‘eu tenho que provar que isso acontece. Se fosse só a minha palavra contra a dele eu teria que provar”, esclareceu.

A mãe de Pamella é quem aparece nas imagens, próximo ao carrinho de bebê, durante tapas e puxões de Ivis. Ela pontuou que a bebê tinha um pouco mais de mês e que na ocasião, foi agredida porque o produtor musical não queria que ela amamentasse por ter contraído Covid-19.

“Eu estava com Covid, isolada, e todos os médicos me aconselhavam a amamentar, isso foi em dezembro. E aí, saí do quarto para poder amamentar e ele não queria porque disse que eu ia passar Covid para a neném. É a minha mãe no vídeo e ela não esboça nenhuma reação por medo dele”, explicou.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.