Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
16 de setembro de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
image/svg+xml

Iury Lima – Da Cenarium

VILHENA (RO) – O varejo domina 71% do setor comercial de Rondônia, é o que revela a Pesquisa Anual de Comércio (PAC). O levantamento com dados apurados de 2019 foi divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira, 29.

Do total de 3.365 estabelecimentos em funcionamento naquele período, 2.533 correspondiam ao ramo varejista. Abaixo, pontuou o comércio de atacado, com 712 empresas (19,9%), enquanto que 324 (9,1%) pontos comerciais vendiam veículos, peças e motocicletas.

As vendas de veículos e peças tiveram o maior saldo positivo, com aumento de quase 50% de 2010 a 2019. Abaixo, aparece o comércio atacadista, com crescimento de 43,5%, enquanto que o varejo teve queda de 4,5% durante o mesmo período, mesmo se mantendo na maior parte do comércio rondoniense.

Mais de 2.500 estabelecimentos analisados naquele período correspondiam ao varejo. (Franky Néry/Governo de Rondônia)

Geração de empregos

A geração de postos de trabalho no setor comercial cresceu 2,5% no mesmo período, considerando dez anos consecutivos. O salto foi de 27.751 pessoas empregadas para 28.435 entre todos os ramos do setor, apesar da queda gradual observada de 2014 a 2019. 

Já entre as categorias, a geração de empregos ficou da seguinte forma:

  • Varejo: 60,4% dos empregos;
  • Atacado: 25,7%;
  • Veículos, peças e motocicletas: 13,9%

Panorama geral

Levando todos os segmentos em consideração, também, de acordo com o IBGE, Rondônia tem o total de 36.307 empresas. O aumento foi de 5% entre os anos de 2018 e 2019, segundo as informações do Cadastro Central de Empresas, organizado pelo instituto.

Vilhena, no interior do Estado, a 705 quilômetros de Porto Velho, foi o município que mais abriu estabelecimentos no mesmo período, passando de 2.885 para 3.255 empresas, ou seja, aumento de 12,8%.