Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
19 de outubro de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
image/svg+xml

João Paulo Guimarães – Da Revista Cenarium

BELÉM, PA – Uma ação criminosa parecida com a que ocorreu em Criciúma, em Santa Catarina, na madrugada de terça-feira, 1º, ocorreu também na cidade de Cametá (a 235 quilômetros de Belém, no Pará), na madrugada desta quarta-feira, 2. Vídeos compartilhados nas redes sociais mostram a ação de, aproximadamente, 20 homens armados que assaltaram uma agência do Banco do Brasil no município. Segundo o prefeito Waldoli Valente (PSC), uma pessoa morreu.

Os suspeitos chegaram à cidade de lancha, desceram no porto União que fica no centro da cidade, próximo à uma feira, e foram para a Praça da Bandeira, no mesmo local onde fica o quartel da Polícia Militar (PM). Um ataque com vários tiros por parte da quadrilha foi iniciado, enquanto outro grupo iniciou um assalto à uma agência bancária da região.

De acordo com relatos de moradores, os criminosos fizeram de reféns 50 pessoas que assistiam ao jogo do Flamengo em bares próximos, que foram usados para barrar a movimentação da polícia em ruas e como escudo humano. Um homem, ainda não identificado, foi executado com um tiro na cabeça.

Momentos de caos

Um morador, que preferiu não ser identificado, com medo de represálias, conta o que sentiu quando a ação ocorreu:

“Como era jogo do Flamengo e eu estava assistindo em casa, achei que fossem fogos celebrando a eliminação do time da Libertadores. Depois de um tempo que começou a chegar os áudios e notícias de que realmente estava acontecendo um assalto a banco e que era tiroteio fiquei preocupado com meus familiares e me comuniquei com a maioria, porque alguns trabalham de vigia, mas por sorte eles estavam de folga. Agora é só a preocupação com as vítimas e com o futuro da cidade que vai viver o caos por falta de dinheiro em circulação e o atendimento à população”, relatou.

As imagens recebidas pela REVISTA CENARIUM mostram carros baleados e portas dos bancos destruídas. O Governador do Estado, Hélder Barbalho (MDB), se pronunciou, por meio de tuíte, onde assegurava estar tomando todas as medidas para garantir a segurança de Cametá.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública do Estado do Pará (Segup) afirmou que equipes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), das Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam), do Batalhão de Ações de Cães (BAC), da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core) e duas aeronaves do Grupamento Aéreo de Segurança Pública do Pará (Graesp) se deslocaram para dar apoio no município.

Assista ao vídeo: