9 de março de 2021

Com informações da Folha de S. Paulo

Um passageiro que chega ao Reino Unido partindo do Brasil desde essa segunda-feira, 15, precisa pagar cerca de £1.750 libras (pouco mais de R$ 13 mil reais) para cumprir quarentena obrigatória por dez dias em hotel. As reservas precisam ser feitas antecipadamente por um portal do governo britânico.

Em caso de adulto adicional e crianças de 5 a 12 anos, é preciso pagar mais £650 libras e £325 libras, respectivamente. Um casal com um filho, portanto, pagará o equivalente a R$ 20.353 reais.

A regra vale para viajantes de 33 países que integram uma “lista vermelha”, por apresentarem alta circulação de variantes mais contagiosas (na Escócia, todos os ingressantes, independentemente da origem, terão que se confinar em hotéis por dez dias).

Os passageiros são levados diretamente para os hotéis onde ficarão confinados. Quem for pego tentando escapar da quarentena pode ser multado em até £10 mil libras (R$ 74,7 mil reais) e mentir ao preencher o formulário de localização é punível com até 10 anos de prisão, segundo o governo britânico.

Além de ter tido um resultado negativo para coronavírus em teste feito no máximo 72 horas antes de embarcar, o passageiro terá que fazer mais dois obrigatórios, um no segundo dia da quarentena e outro no décimo dia. Em entrevista nesta segunda-feira, o premier do Reino Unido, Boris Johnson, afirmou que os viajantes terão que arcar com hospedagem adicional caso um dos testes dê positivo e seja necessário mais tempo de isolamento.

Convênio com hotéis

O Reino Unido fechou acordo com 16 hotéis, o que garante a oferta de quase cinco mil quartos. Os confinados podem deixar o quarto para se exercitar ou em casos de emergência médica ou familiar – como a morte de um parente próximo, por exemplo. As exceções, porém, precisam ser autorizadas previamente pelo governo.

Governo britânico fechou convênio com 16 hotéis – Fonte: Reprodução/BBC News Brasil

O esquema foi criticado pela dificuldade em separar, nos aeroportos, os passageiros que vinham das zonas vermelhas dos que chegavam de outros lugares, e por atraso nos outros serviços. Segundo o governo, mesmo que o isolamento dos passageiros fosse impossível, foram tomadas medidas para reduzir o risco, como a obrigatoriedade de teste antes de embarcar, o uso de máscaras e a higiene reforçada do aeroporto.

Para quem chega à Inglaterra de outro local que não os 33 países também será preciso fazer dez dias de quarentena e dois testes, no segundo e oitavo dia, mas não haverá local específico nem vigilância ostensiva. Os testes vão custar £210 libras (R$ 1.570), e tentar evitá-los rende multa de £2 mil libras (cerca de R$ 15 mil reais).