Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
29 de janeiro de 2022
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
Com informações da assessoria

MANAUS – O vereador Amom Mandel, que estava sem partido desde julho quando saiu do Podemos, foi anunciado, nesta quarta-feira, 6, pelo presidente nacional do União Brasil, Antônio Rueda, como novo filiado de interesse. O novo partido foi criado com a fusão do DEM e do PSL. A informação foi divulgada durante a convenção nacional, em Brasília.

Contando com a presença de toda a direção nacional no evento, questionado no momento das entrevistas, o vice-presidente esclareceu que “existe uma sinergia de ideias e de propostas e não vai ser diferente no Amazonas. Traz um grande quadro que é o Amom, jovem vereador, que irá se filiar nos próximos dias”.

Parlamentar mais lembrado da Câmara Municipal de Manaus (CMM), segundo as pesquisas mais recentes divulgadas, Amom vai comandar a Juventude do partido no Estado do Amazonas.

“É uma honra ter sido convidado para fortalecer e inspirar jovens do Amazonas a olharem para política de maneira séria. Minha ida ao União Brasil é exclusivamente voltada ao trabalho com a juventude, como sempre afirmei, pois sei que no nosso Estado há milhares de jovens que querem mudar o País pela maneira democrática”, explicou Amom Mandel.

O vice-presidente da legenda, Antônio Rueda (à esquerda), com Amom Mandel (no centro) e Humberto Michiles (à esquerda) (Divulgação)

Fusão aprovada

O DEM e o PSL aprovaram, em convenções realizadas nesta quarta-feira, 6, em Brasília, a fusão da entre as duas legendas. Com isso, surge um novo partido no processo político do País, o União Brasil, que terá o 44 como número primário da legenda.

Destaque para a juventude

ACM Neto, presidente do DEM e secretário-geral do novo partido, disse que a nova legenda tem um papel importante de estimular os jovens a participarem da política.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ainda precisa aprovar a nova sigla, a expectativa é que o processo de fusão leve três meses para ser analisado pelos ministros.

Comando no Amazonas

No Amazonas, o comando estadual do partido deverá ficar a cargo do ex-governador Amazonino Mendes, que foi anunciado no evento como pré-candidato da legenda ao Governo do Amazonas.