8 de março de 2021

Mencius Melo – Da Revista Cenarium

MANAUS – Um vídeo que viralizou na Web nessa terça-feira, 26, mostra a inusitada cena de um jacaré com quase dois metros se aproximando de um morador de rua na cidade de Cananeia, litoral de São Paulo. Por conta do estado de sono profundo, o homem não percebeu a aproximação do animal no estacionamento de um supermercado.

Preocupados e curiosos registraram o flagrante e a tentativa de pedestres que tentaram acordar o morador de rua sem sucesso. De acordo com o G1, o homem então decidiu chamar a polícia, no entanto, quando a viatura chegou o sem-teto já havia se retirado do local e o réptil permanecia no mesmo lugar.

Devido ao tamanho do jacaré, uma viatura não foi suficiente para abrigar o animal, fato que obrigou a equipe policial a utilizar uma caminhonete para devolver o réptil até o habitat. Segundo os agentes de segurança, Cananeia está localizada em área de preservação, então é comum avistar animais silvestres, mas nunca um tão próximo.

Assista ao vídeo

O biólogo explica que o comportamento do jacaré é incomum para a espécie.(Reprodução/Internet)

Avanço urbano e espécies

Em entrevista para a REVISTA CENARIUM, o biólogo da Universidade Estadual do Amazonas (UEA), Fabiano Taddei, explica que o avanço urbano sobre áreas ocupadas por espécies silvestres, resulta em perda de áreas habitáveis e a piora das condições ambientais. “Nos corpos d’água onde são encontradas as espécies, esse avanço reduz os recursos alimentares utilizados por estes animais”, explicou.

“Em resposta a essa escassez de alimento, os indivíduos adotam comportamentos sinantrópicos, que é quando o animal se adapta a viver junto ao homem, a despeito da vontade deste. Esse comportamento é resultado direto da ação do homem, da pressão urbana de grandes aglomerados que invadem essas áreas”, detalhou Taddei.

Jacaré foi encontrado por síndica na porta de entrada do condomínio em Manaus em dezembro de 2020. (Reprodução/Internet)

Apesar de parecer comum e até gerar curiosidade por conta do exotismo das espécies, a presença dos animais difere da criação de espécies domésticas. “Esses comportamentos são incomuns para a espécie como o jacaré. Na foto, observamos um animal possivelmente em busca de alimento”, descreveu Fabiano.

O jacaré ‘Tico’ já fazia parte da rotina dos moradores da Av. Guaranás, no bairro Cidade Nova, em Manaus (Reprodução/Internet)  

Comportamento

Questionado se o animal realmente atacaria o morador de rua, o biólogo respondeu que seria difícil prever. “Em situação de estresse qualquer animal pode se tornar agressivo. Humanos não são presas típicas dos jacarés, mas uma reação a um movimento brusco do humano nunca é descartada”, alertou.

Para encerrar, o professor da UEA adverte sobre situações de encontro inesperado com animais silvestres. “Qualquer animal avistado não deve ser abordado, perseguido e principalmente não deve ser colocado em situações em que não conseguem escapar. Caso encontre um animal, chame as autoridades competentes”, finalizou o biólogo.

Outras visitas

Por estar localizada no meio da floresta amazônica, Manaus é uma cidade que sempre conviveu com a inusitada visita de animais em sua zona urbana. Em dezembro de 2020, um jacaré foi encontrado na entrada do condomínio Sun Ville, no bairro do Novo Aleixo, próximo à avenida das Torres, Zona Norte de Manaus.

À época, a CENARIUM fez reportagem sobre a captura de ‘Tico’, um réptil da espécie jacaretinga (Caiman crocodilus), que foi capturado na Avenida Guaranás, no bairro Cidade Nova, na Zona Norte de Manaus. O animal foi dominado por moradores que o imobilizaram e, em seguida, amarraram o focinho do animal para evitar acidentes.

Visita de uma sucuri com mais de três metros despertou a curiosidade dos moradores de um condomínio localizado na Ponta Negra, Zona Oeste de Manaus (Reprodução/Internet)

O jacaré foi retirado de um bueiro em frente da casa de uma mulher identificada como Priscila Frasão. “Um rapaz viu ele no bueiro e decidiu retirá-lo para fora do esgoto, para levar para outro local mais seguro”, explicou a moradora, que, de acordo com Priscila, o jacaré era habitante comum da área.

Outra cena inusitada foi a luta entre uma sucuri (Eunectes) e um jacaré, em condomínio no bairro Ponta Negra, Zona Oeste de Manaus. A sucuri estava abatendo o jacaré em constrição (ato de se enrolar ao outro animal e sufocá-lo até a morte). O registro ocorreu em agosto de 2020.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.