Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
19 de junho de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
Marcela Leiros – Da Revista Cenarium

MANAUS – Entre a noite de sábado, 6, e madrugada desta segunda-feira, 7, em Manaus, foi de terror e incêndios. O Corpo de Bombeiros registrou outras cinco ocorrências contra veículos e prédios, como uma Unidade Básica de Saúde (UBS). Uma delegacia e a sede do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) também foram alvos de ataques.

Na 24ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), no Centro de Manaus, criminosos alvejaram o local por volta das 20h45. Eles ainda teriam tentado atear fogo no prédio, mas tiveram a ação inibida por policiais. Como a delegacia ficar localizada na orla da cidade, os suspeitos tentaram arremessar uma granada em direção à delegacia do interior de uma lancha. Houve troca de tiros no local e ninguém ficou ferido.

24ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) foi atacada por criminosos (Reprodução/Internet)

Também no Centro da capital, a sede do Sinetram foi atacada por homens armados. A porta de vidro do estabelecimento foi estilhaçada por disparos de arma de fogo. Em nota, o Sinetram repudiou o ato e afirmou que ninguém foi ferido na ação. “O Sinetram reforça ainda que não houve feridos e que está colaborando com a polícia para identificar e prender todos os criminosos”, declarou.

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) também foi alvo de ataques (Reprodução/Internet)

Já no bairro Nova Esperança, zona Oeste da cidade, segundo o Corpo de Bombeiros, houve um incêndio em uma UBS. Os danos foram no ar-condicionado e partes do forro do local.

Unidade Básica de Saúde (UBS) teve o interior destruído por incêndio (Reprodução/Internet)

Força Nacional

O governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), anunciou na manhã desta segunda-feira, 7, que formalizou pedido para que a Força Nacional atue na segurança do Estado, após a série de ataques e incêndios criminosos registrados em Manaus.

De acordo com Lima, “o objetivo é que reforcem o trabalho das forças de segurança do Estado, que atuam no combate aos atos de vandalismo que têm acontecido nas últimas horas”.

O pedido foi formalizado na noite desse domingo, 6, ao Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP). O governo do Estado ainda afirmou que o objetivo é que a tropa reforce o trabalho que já está sendo feito pelas forças de segurança estaduais, como as Polícias Militar (PMAM) e Civil (PC-AM).

Publicação de Wilson Lima (PSC) no Twitter (Reprodução/Twitter)

A última vez que MJSP autorizou o emprego da Força Nacional no Estado do Amazonas foi em 2020, em “ações de combate ao crime organizado, ao narcotráfico e aos crimes ambientais, na calha dos rios Negro e Solimões”.