Ligas e clubes de futebol do AM declaram apoio a Rozenha para presidência da FAF

Priscilla Peixoto – Da Revista Cenarium

MANAUS — Às vésperas das eleições para a presidência da Federação Amazonense de Futebol (FAF), clubes e ligas de futebol do Amazonas por meio de manifesto declararam nesta quinta-feira, 27, apoio à chapa de Ednailson Rozenha e Eufrásio Azevedo para a direção da FAF. As eleições que acontecem em fevereiro, com data a ser definida, devem escolher o novo dirigente da instituição pelos próximos quatro anos.

Pela primeira vez, ao longo de 31 anos, há união de diversos clubes e ligas apoiando outra chapa para a presidência da federação que ao longo desse período teve à frente Dissica Valério Tomaz. Dos clubes que disputam o campeonato Amazonense em 2022, Rozenha recebeu o apoio dos 11 times. Os dirigentes afirmam que é necessária uma mudança no futebol e que os torcedores amazonenses clamam por outra postura da Federação.

“Vimos por meio deste DECLARAR APOIO INCONDICIONAL e irrestrito a chapa de Rozenha e Eufrásio, na eleição da presidência da Federação Amazonense de futebol – FAF! Nós, subscritores deste texto, comunicamos que somos totalmente a favor da mudança no comando da FAF, passamos três décadas com a mesma gestão, paramos no tempo e agora, chegou a hora de mostrar que queremos/necessitamos, exigimos e vamos buscar essa mudança. Nossos clubes precisam da mudança, nossas ligas precisam de mudança, nosso futebol clama por mudança, NÓS DIRIGENTES precisamos dessa mudança e é por ela que iremos lutar, aonde quer que seja, custe o que custar” (sic), consta um trecho do manifesto.

Manifesto dos clubes e ligas de futebol do Amazonas (Divulgação)

Dedicação

Em entrevista à REVISTA CENARIUM, Ednailson Rozenha destaca o esforço em prol à causa. “Recebi o apoio devido à história que construí no futebol nos últimos 20 anos. E trabalhei muito indo ao interior nessa campanha buscando apoio das ligas do interior, mostrando que a mudança era possível mesmo com a atual gestão estando no poder há 31 anos”, afirma Rozenha.

Na leitura de Rozenha, é difícil para qualquer clube ascender sem o devido apoio da instituição responsável pela melhoria do esporte. Ele destaca que, atualmente, a federação não se comporta de forma positiva em relação aos clubes. “A federação hoje se coloca como inimiga, não como aliada”, pontua Rozenha.

Dentre os principais objetivos do candidato caso seja eleito estão: Reorganizar de forma efetiva o futebol do Amazonas, tanto amador quanto profissional, e resgatar a credibilidade para federação.

Breve histórico

Ednailson Rozenha nasceu dia 15 de fevereiro de 1976, em Porto Velho, Rondônia, onde viveu parte da infância. Em 1991, com 16 anos pegou o barco ‘Orlandina’, no Porto do “Cai N’água”, em Porto Velho, e desembarcou em Manicoré, no Amazonas, com intuito de vender mercadorias no comércio local.

Em 1996, casou e mudou para Manaus, montou um pequeno depósito de miudezas em geral na Rua Jonathas Pedrosa em sociedade com um amigo. Em 1998, conheceu o centro comercial do bairro do Educandos, onde resolveu comprar um imóvel para estabelecer uma nova empresa, no ramo de calçados. Foi lá que os negócios começaram a prosperar rapidamente, gerando muitos empregos, principalmente para os moradores do bairro.

Com o passar do tempo, Rozenha começou a atuar nos eventos da Zona Sul, onde passou a ser conhecido pela predisposição para ajudar as atividades esportivas, culturais e sociais. Admirador de esportes, principalmente do futebol, foi eleito por diversas vezes como presidente do Fast Clube.

Vale ressaltar que foi durante sua gestão que o time conseguiu um título estadual, após um jejum de 45 anos sem vitórias. Em 2012, ouviu o anseio dos amigos e se candidatou a vereador, sendo eleito com quase 7 mil votos e também foi o único dos 41 vereadores que não quis disputar a reeleição.

Empreendedor da marca Sapatinho de Luxo, Rozenha cuida com dedicação de uma das maiores marcas de calçado feminino do Brasil e gera centenas de empregos no Amazonas e em quase todo território nacional.

Apaixonado por Manaus e pelo Amazonas, então apesar de ter transferido a administração da marca para o Estado do Rio Grande do Sul no ano de 2019, por ser o maior polo calçadista do Brasil, optou por permanecer no lugar onde criou raízes, fez amigos e construiu história.

Aos 45 anos, Rozenha é pai de quatro filhos e busca sempre maneiras de retribuir o Estado do Amazonas pelo acolhimento.

Confira o manifesto na íntegra:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO