Motoristas cadastrados no Cartão Caminhoneiro vão ter orientação médica online

Caminhoneiros já podem receber consultas médicas online. A iniciativa é da BR Distribuidora, em parceria com a empresa de medicina diagonóstica Dasa, a Rede Ímpar de Hospitais e a GSC Integradora de Saúde. A medida vai beneficiar mais de 16 mil cadastrados no Cartão Caminhoneiro.

Os motoristas podem contar, remotamente, com orientação médica especializada, sem precisar se deslocar a uma unidade de saúde, o que desafoga o SUS em tempos de pandemia do coronavírus. O objetivo é a preservação da saúde e bem-estar desses parceiros da sociedade que, muitas vezes, não têm tempo para se cuidar.

Para quem já tem o Cartão Caminhoneiro Petrobras, basta acessar, em caso de necessidade, o site http://www.cartaodocaminhoneiro.com.br que será possível realizar uma consulta pelo CPF cadastrado. Para quem ainda não aderiu ao programa e tem interesse em contar com este benefício, o caminho é se inscrever no mesmo site.

Além da orientação on-line de saúde, a BR traz ainda uma outra iniciativa voltada para o público caminhoneiro. A empresa irá fornecer diesel para quem abastecer utilizando o Cartão (com retorno de 10% sobre o volume abastecido) como apoio para que eles possam rodar mais e economizar. O benefício será oferecido durante o período da ação, limitado a 200 litros por usuário.

Outras ações que já acontecem são a distribuição de álcool em gel e de quentinhas para os motoristas dos caminhões que transportam combustíveis da distribuidora em todas as suas bases operacionais e na Rede Siga Bem, focada em serviços para caminhoneiros. A previsão é que em 15 dias, mais de oito mil profissionais sejam beneficiados e que mais de 60 mil quentinhas sejam distribuídas. Além da quentinha, o caminhoneiro recebe um kit de higiene pessoal e pode tomar banho ou pernoitar gratuitamente.

*Informações retiradas da Agência Brasil

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO