24 de fevereiro de 2021

Priscilla Peixoto – Da Revista Cenarium

MANAUS- Você sabia que Valentine’s day e o Dia dos Namorados são datas diferentes? Para começar, a expressão Valentine’s day vem do nome Saint Valentine (São Valentino) e é comemorada no dia 14 de fevereiro em muitos países do hemisfério norte como Reino Unido, Holanda, Estados Unidos, Canadá, França, Dinamarca, Suíça, Islândia, Irlanda, Itália, Finlândia e Suécia e alguns do hemisfério sul como a Austrália. A data aos poucos também ficou conhecida no Brasil.

Para a produtora Ivana da Silva, que já teve a experiência de comemorar as datas tanto no Brasil quanto no exterior, o que muda além das datas é a forma como são celebradas. “Aqui no Brasil o Dia dos Namorados, além de ser algo mais comercial é também um dia mais sensual, mais quente onde as declarações de amor e a sedução se sobressaem”, observou.

“Já lá fora além deles comemoram de uma forma mais romântica com uma pitada até de inocência, pois até as crianças trocam cartões com seus coleguinhas na escola celebrando a amizade, é bem bonito de ver”, explica Ivana que  ressalta, “apesar das datas diferentes acredito que o que vale mesmo é o amor, seja pelo amigo, pelo namorado, esposo ou familiar. Que essas datas sejam celebradas e nunca esquecidas”, enalteceu a produtora.  

San Valentine é considerado um mártir cristão associado ao romantismo da idade média. (Reprodução/Internet)

Mas diferentemente do que acontece no Brasil, onde a data oficial de 12 junho e é totalmente voltada para a celebração dos namorados, o Valentine’s Day nos Estados Unidos, por exemplo, reúne além dos presentes e declarações de amor entre os casais, outro componente. A data também é usada como uma espécie de ‘dia da amizade’, quando os amigos aproveitam o momento para demonstrarem carinho e afeto.

Brasil

Na contramão da maioria dos outros países, a data no Brasil é comemorada em junho e, há pouco mais de 70 anos não havia um dia especial para celebrar o amor entre os apaixonados no país. Apesar de todo romantismo que circunda a época, é bem verdade que a data no Brasil foi pensada mais por motivos comerciais. Isso porque as vendas no período de junho no comércio eram consideradas fracas.

Há pouco mais de 70 anos não havia um dia especial para celebrar o amor entre os apaixonados no país. (Reprodução/Internet)

A iniciativa veio do pedido de João Agripino da Costa Dória que copiou a tradicional celebração dos namorados dos países europeus, adaptando a data propositalmente para 12 de junho, um dia antes da data voltada a Santo Antônio, popularmente conhecido como o “santo casamenteiro”. Com o dia estabelecido e com a aprovação da Confederação do Comércio de São Paulo, a sacada foi um sucesso e alavancou as vendas em São Paulo, em seguida, sendo abraçada pelos outros estados do país.

Comemorações, presentes e mimos

Apesar das diferentes datas, os mimos e presentes trocados são dos mais tradicionais ao mais inovadores. Um simples cartão com dizeres bonitos, um buquê de flores, chocolates já é o suficiente para deixar os enamorados com os corações derretidos.  Nos Estados Unidos, é comum valorizarem presentes feitos à mão, os chamados DIY  ou handmades. “É um costume deles confeccionar as lembrancinhas”, destacou Ivana.

É bem comum também os namorados e parceiros darem lingeries para suas companheiras acompanhadas de um perfume. E aos que usam deste dia para celebrar a amizade, a troca de cartões e doces é a forma mais comum de demonstrar afeto. Não é à toa que as vendas de cartões aumentam consideravelmente nesta época nos EUA.

Apesar das diferentes datas, os mimos e presentes trocados são dos mais tradicionais ao mais inovadores. (Reprodução/Internet)

Relatos históricos dão conta de que o dia de Saint Valentine é ligado ao romantismo e celebrado pelos apaixonados por ser considerado um mártir cristão associado ao romantismo da idade média, inclusive, a data estabelecida para celebrá-lo foi escolhida no ano de 946 pelo Papa Gelasius I e remete ao dia de sua morte.

 

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.