No AM, turismo e agricultura são beneficiados com entrega de ramal da Cachoeira do Castanho

Gabriel Abreu – Da Revista Cenarium

MANAUS – Após sete meses de obras, foi reinaugurado pelo governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), nesta quinta-feira, 27, o ramal da Cachoeira do Castanho. O ramal é o 11º entregue pelo governador depois de ser completamente pavimentado. Wilson Lima ressaltou que o investimento do governo do Estado, além de garantir o direito de ir e vir, vai estimular a agricultura familiar e o turismo na região.

A estrada de 6,3 quilômetros de extensão tem início no quilômetro 24 na rodovia estadual AM-070 (que liga Manaus a Manacapuru) e beneficia mais de 4,5 mil pessoas de comunidades localizadas no entorno da via. Situada no município de Iranduba (a 27 quilômetros de Manaus), as obras contaram com um investimento de R$ 8,4 milhões.

No entorno do ramal do Castanho, há 25 comunidades onde residem famílias que cultivam hortaliças e praticam a fruticultura de citros, banana, mamão, açaí e maracujá, além da avicultura e piscicultura.

Entrega do ramal. (Gabriel Abreu/ Cenarium)

Turismo

O local dá acesso de visitantes à Cachoeira do Castanho, a flutuantes, aos restaurantes, aos hotéis de selva e ao desenvolvimento de roteiros turísticos como visita a comunidades indígenas, passeios por igapós e observação de botos em seu habitat natural.

Enoc Rodrigues é morador do ramal há sete anos, para ele, a recuperação do ramal vai ajudar muito nas vendas. “É muito importante a recuperação do ramal, pois a gente andava na lama quando chovia. Para chegar até a nossa casa, tinha que andar de bota, porque, quando chovia, era muito ruim. Agora, as pessoas que passam aqui pela comunidade em direção aos flutuantes vão poder comprar o nosso artesanato e a nossa mercadoria”, disse.

Balanço

De acordo com a Secretaria Estadual de Infraestrutura (Seinfra), o investimento do Estado em pavimentação de ramais teve um crescimento exponencial ao longo dos últimos três anos, durante o Governo Wilson Lima. Em 2019, primeiro ano de gestão, duas vicinais foram entregues com o investimento de R$ 14 milhões. Já em 2020, outros seis foram inaugurados com o investimento de R$ 45 milhões.

No ano passado, com a aplicação de quase R$ 28 milhões, mais dois foram entregues e outros quatro ramais, no total de 18,35 quilômetros, que juntos somam quase R$ 28 milhões, serão entregues à população no próximo mês de fevereiro.

Os 11 ramais que já foram entregues são: Rosarinho, Jatuá, Mutuca, Açupuranga, ramal do HSL, no município de Autazes; ramal Guapenú, no quilômetro 93 da rodovia AM-254; Cinturão Verde, entre a BR-319 e o lago Janauacá; São José, quilômetro 37 da BR-319; ramal do Gama e Porto Açaí, em Guajará; e Cachoeira do Castanho, em Iranduba.

Obras em andamento

Além dos ramais já entregues, outros 13 estão com obras em andamento em diversos municípios do Amazonas e juntos já somam o investimento de mais de R$ 90 milhões. Os locais passam por serviços de terraplanagem, drenagem superficial e profunda, pavimentação e sinalização.

Além disso, três ramais estão com processo de licitação em andamento, sendo eles o ramal do Mapiá, com R$ 23.480.352,47 a serem aplicados na execução do projeto, Estrada do Emade com investimento calculado em R$ 26 milhões e ramal de Acesso à Cadeia Estadual, com montante de R$ 1.790.937,56.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO