Turista holandesa é presa após fazer saudação nazista no campo de concentração de Auschwitz

Com informações do InfoGlobo

VARSÓVIA — Uma turista holandesa foi presa após fazer uma saudação nazista durante visita ao antigo campo de concentração de Auschwitz, na Polônia. A mulher, que não teve o nome revelado, tem 29 anos, fez o gesto em frente ao portão que leva a inscrição “Arbeit macht frei” (O trabalho liberta, na tradução para português).

Após ser detida, a mulher foi acusada de promover propaganda nazista, crime que pode render pena de até dois anos de prisão. Neste caso, uma multa foi estipulada pela promotoria local e a holandesa concordou em pagar o montante.

A agência de notícias polonesa PAP informou que a mulher descreveu o gesto como uma “piada de mau gosto” e afirmou que estava posando para uma foto que seria registrada pelo marido.

Pelo menos seis milhões de pessoas morreram no Holocausto — a campanha da Alemanha nazista para erradicar a população judaica. No total, 1,1 milhão de pessoas foram assassinadas em Auschwitz por um período de apenas quatro anos e meio. Deste total, quase um milhão eram judeus.

Nos campos de extermínio, os presos passaram fome, trabalharam até a morte e até foram usados para experimentos por médicos. Muitos foram assassinados no complexo de câmaras de gás no campo de Auschwitz.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO