Bilionário japonês procura voluntários para viajar à Lua com ele

Com informações BBC

SÃO PAULO – O bilionário japonês Yusaku Maezawa, de 45 anos, está procurando oito pessoas de todo o mundo para acompanhá-lo de graça numa viagem ao redor da Lua marcada para 2023.

Maezawa foi o primeiro a reservar lugar no voo operado pela empresa aeroespacial SpaceX, fundada pelo empresário americano Elon Musk. O bilionário japonês comprou todas as passagens.

Inicialmente, ele queria convidar apenas artistas, mas depois mudou de ideia e resolveu ampliar o convite para qualquer pessoa. “Se você se vê como um artista, então você é um artista”, justificou.

Mas há dois critérios: o primeiro é estar preparado para ampliar os limites da criatividade e o segundo é estar disposto a ajudar os demais viajantes a fazerem o mesmo.

Primeiros desde 1972

Os interessados têm até 14 de março para se inscrever. O processo de seleção não foi detalhado, mas inclui entrevistas, debates e exames médicos.

Musk não divulgou quanto Maezawa pagou pelas passagens, mas disse que foi um “monte de dinheiro”.

Maezawa e os demais astronautas por ele escolhidos serão as primeiras pessoas a participarem de uma viagem à Lua desde 1972, ano da última missão Apollo, da Nasa.

Isso se a viagem, a ser feita numa nave Starship, da empresa SpaceX, realmente ocorrer. Até agora, dois protótipos da Starship explodiram durante testes, o último deles no mês passado.

Bilionário excêntrico

Esta não é a primeira vez que Maezawa, fundador da ZozoTown, uma plataforma de varejo online de artigos de moda que ele vendeu para a Yahoo, chama a atenção.

Em janeiro de 2020, o empresário anunciou que estava à procura de uma namorada para acompanhá-lo na viagem espacial. Ele queria selecioná-la num reality show, que recebeu mais de 20 mil candidaturas, mas depois desistiu da ideia.

Segundo a revista Forbes, Maezawa é o 23º homem mais rico do Japão, com uma fortuna avaliada em cerca de 2 bilhões de dólares.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO