Casos de Covid-19 entre indígenas da Amazônia Legal somam 26.731, sendo 684 mortes

Luís Henrique Oliveira – Da Revista Cenarium

MANAUS – O número de indígenas contaminados com a Covid-19 na Amazônia Legal ultrapassou 26.700 casos. Ao todo, segundo balanço da Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (Coiab), são 684 mortos. Os dados foram divulgados nesta terça-feira, 20, à REVISTA CENARIUM.

De acordo com a Coiab, o Amazonas se mantém como o Estado com maior número de casos de contaminados e mortos. São 6.489 indígenas infectados e 209 mortos.

Em segundo lugar na lista de infectados vem o Estado do Pará, com 5.487 doentes, seguido do Mato Grosso, com 3.408; Roraima, com 3.267; Acre, com 2.231 indígenas infectados; Maranhão, com 1.863; Amapá, com 1.562; Rondônia, com 1.506; e Tocantins, com 918 indígenas infectados.

(Arte: Coiab/ Divulgação)

Já na sequência de indígenas mortos, após o Amazonas, o segundo lugar na lista é ocupado pelo Estado do Mato Grosso, com 139 indígenas mortos. O terceiro lugar é ocupado pelo Pará, com 91 óbitos; Roraima, com 89 casos, Maranhão, com 69; Rondônia, com 30 óbitos; Acre, com 27 casos; Amapá, com 17; e Tocantins, com 13 mortes.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO