Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
18 de abril de 2021

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC
Acompanhe nossas redes sociais

Com informações da Agência Brasil

MANAUS – Em um dia de ajustes no mercado interno, o real descolou-se das principais moedas e desvalorizou-se nesta quinta-feira, 1. A bolsa de valores caiu pelo segundo dia seguido, após subir 6% em março.

O dólar comercial fechou o dia vendido a R$ 5,715, com alta de R$ 0,087 (+1,54%). A cotação operou em alta durante praticamente todo o dia, encerrando próxima dos níveis máximos da sessão. Nessa quarta-feira, 31, a divisa tinha registrado a maior queda diária em três semanas e fechado em R$ 5,629.

No mercado de ações, a bolsa sofreu um dia de ajustes. O índice Ibovespa, da B3, encerrou a quinta-feira aos 115.253 pontos, com recuo de 1,18%. O indicador chegou a abrir em alta, mas reverteu o movimento e passou a cair ainda nos primeiros minutos de negociação.

O mercado doméstico dissociou-se dos mercados internacionais nesta quinta-feira. Enquanto as bolsas norte-americanas subiram, com o índice S&P 500 voltando a registrar recorde, o dia foi marcado pelas tensões. O dólar caiu perante as principais moedas internacionais, mas subiu diante do real.

As discussões em torno do Orçamento Geral da União de 2021 influenciaram o mercado. Hoje, o ministro da Economia, Paulo Guedes, pediu o veto parcial ao texto aprovado pelo Congresso para evitar brechas que violem o teto federal de gastos ou que possam ser questionadas pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

O mercado financeiro repercutiu a queda de 0,7% em fevereiro, interrompendo uma sequência de nove meses de alta. O recuo na produção pode indicar que a economia começa a sentir os efeitos do agravamento da pandemia de Covid-19.