Estudante diz estar sendo obrigada a defender TCC online, mesmo sem ter internet em casa

Bruno Pacheco – Da Revista Cenarium

MANAUS – Uma estudante do curso de nutrição da Faculdade Metropolitana de Manaus (Fametro), que preferiu não ter o nome divulgado, procurou à REVISTA CENARIUM para denunciar a instituição que, segundo ela, está exigindo que os alunos formandos façam a defesa do Trabalho de Conclusão do Curso (TCC) de forma online, mesmo que alguns discentes não tenham acesso à internet e computador em casa.

Segundo a aluna, a faculdade exige, ainda, a inclusão de outras tecnologias para a defesa do trabalho. A estudante informa também que a sala dela fez a prova do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) no ano passado, e desde o início, ela diz, que foi falado para os alunos que quem fizesse o exame estaria isento da defesa do TCC.

“É inadmissível no momento em que estamos vivendo, em meio à uma pandemia, a instituição querer prejudicar os alunos. Pois eles simplesmente querem que os alunos se virem em relação a ter um notebook, internet, só que as coisas não são bem assim, nem todos têm condições de ter isso na sua casa”, desabafa.

A jovem relata que o mesmo não ocorre com os outras áreas da instituição, alegando que os estudantes não vão defender o TCC, mas apenas entregar o artigo para concluir o curso.

“A coordenação do curso de nutrição não está ajudando os alunos e sim fazendo de tudo para prejudicar. Sendo que estamos pagando uma mensalidade absurda que consta a matéria de estágio, e nem estamos realizando”, finaliza.

Nota

Em nota, a Fametro informou que a entrega da prova do Enade, realizada em 2019, isentaria os alunos da defesa oral do Trabalho de Conclusão de Curso, porém, somente uma parcela de alunos entregou e por isso está finalizando o curso sem defender o TCC. Outra parcela não entregou e, portanto, a faculdade diz que o aluno tem a responsabilidade de realizar a defesa.

Confira a nota na íntegra:

“A Fametro, por meio da coordenação do curso de Nutrição, informa que a entrega da prova do Enade, realizada em 2019, isentaria os alunos da defesa oral do Trabalho de Conclusão de Curso. Uma parcela de alunos entregou, e por isso está finalizando o curso sem defender o TCC. Outra parcela não entregou e, portanto, tem a responsabilidade de realizar a defesa.

Por conta das medidas de isolamento social devido à pandemia da Covid-19, a coordenação decidiu por flexibilizar os recursos e ferramentas para a defesa do TCC, considerando as dificuldades do momento.

A Fametro se compromete com a formação de cada um de seus alunos, levando em conta a valorização do processo de aprendizagem do início ao fim. E nos sensibilizamos também pelas individualidades presentes em cada curso e turma. Acreditamos que esta solução é plausível para todas as necessidades no momento.”

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO