Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
24 de janeiro de 2022
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE

Com informações do Uol

O governador da Bahia Rui Costa (PT) anunciou hoje novas ações de assistência às vítimas das fortes chuvas que atingem o Estado e já causaram a morte de 20 pessoas e afetaram mais de 470 mil pessoas. Na entrevista concedida a vários veículos da Bahia, ele disse que as chuvas deixaram um cenário “de guerra” e que ainda não tem como dar um prazo para a recuperação das estradas estaduais e federais afetadas pelas inundações.

“A extensão da destruição é o que impressiona. Parece que houve uma guerra. As crateras, as barragens que foram levadas, as pontes, o dano à infraestrutura é enorme. Nossos técnicos estão avaliando os danos, mas ainda não temos esse dado concreto”, afirmou o governador.

Segundo ele, nesse momento as recuperações que estão sendo feitas são provisórias para dar acessibilidade à população. “Assim que o solo secar vamos iniciar as recuperações definitivas. Mas não é possível dar um prazo para a recuperação das estradas estaduais e federais”.

Costa anunciou ainda a criação de um auxílio financeiro por parte do governo para as famílias atingidas pelas chuvas, dentro do programa Estado Solidário, e a extensão da tarifa social da Embasa (Empresa de Águas e Saneamento da Bahia) para todos os imóveis, entre casas e comércios, que tiveram prejuízos com as enchentes nos municípios que decretaram situação de emergência.

O valor do auxílio não foi anunciado, mas segundo o governador será destinado às pessoas para que elas comprem item básicos como roupas, materiais de higiene, água e outros. “Algumas pessoas só estão com a roupa do corpo, nem documentos tem, e tem que recomeçar sua vida inteira”, afirmou.

As medidas valem para moradores e comerciantes dos 100 municípios que decretaram situação de emergência por causa das chuvas. A extensão da tarifa social já havia sido concedida aos moradores de cidades do Extremo Sul do estado, onde as chuvas provocam estragos desde o início deste mês. Sobre as estradas -.são varias pistas interditadas devido a deslizamentos, danos no asfalto, pontes destruídas —, Costa disse que os técnicos ainda estão fazendo um levantamento sobre os danos.

Rui Costa está em Ilhéus, onde foi montado o Centro de Comando Único de Operação Chuva para coordenar as ações nos municípios afetados. Ele afirmou que permanecerá na região “o tempo necessário” e agradeceu a mobilização de personalidades e de outros Estados e de doações para ajudar a Bahia. “Não consegui responder pessoalmente a todos os estados, mas quero agradecer aos governadores, personalidades, pessoas públicas que fizeram uma demonstração de solidariedade ao povo da Bahia”, disse.