Leitos de UTI para Covid-19 no DF estão 100% ocupados na rede pública

Com informações da Folhapress

SÃO PAULO — Na manhã desta terça-feira, 25, já não havia mais leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) para o tratamento de adultos com Covid-19 na rede pública do Distrito Federal, segundo informações atualizadas do InfoSaúde.

Assim, a taxa de ocupação de leitos para adultos está em 100%. A demanda de leitos neonatais, que tratam recém-nascidos e bebês, ficou em 75% na última atualização da plataforma. Dos 83 leitos da rede pública, 25 se encontravam bloqueados na manhã desta terça-feira, 25. Dados da Secretaria de Saúde do Distrito Federal enviados para a reportagem mostram que 11 leitos ainda estão bloqueados.

Com todas as vagas adultas da rede pública sendo utilizadas, oito pacientes estavam na lista de espera para acompanhamento na UTI nesta terça-feira de manhã, 25. A demanda por leitos na Unidade de Cuidado Intermediário (UCI) também aumentou. Nos dados atualizados, 71,11% dos espaços públicos de tratamento constam como ocupados.

Nos locais de atendimento privado no Distrito Federal, a situação é diferente. Dos 123 leitos de UTI para adultos com Covid-19, 72 estão ocupados e 51 ainda estavam vagos na manhã desta terça-feira, 25.
Ou seja, há uma ocupação de 58,54% do atendimento intensivo na rede privada. Pelo menos nove leitos estão bloqueados.

O Brasil completou nesta segunda-feira, 24, uma semana de recordes diários consecutivos na média móvel de casos conhecidos de Covid-19. O índice ficou em 150.236, segundo dados são do consórcio de veículos de imprensa.

Em 24 horas, foram 90.509 novos testes positivos conhecidos. Desde março de 2020, quando teve início da pandemia no Brasil, o País registrou 24.134.946 casos da doença a partir de testes. Nas últimas 24 horas, o Brasil também notificou 267 mortes pela doença. No total, 623.412 pessoas já perderam a vida em decorrência da Covid-19 no País.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO