Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
19 de abril de 2021

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC
Acompanhe nossas redes sociais

Marcela Leiros – Da Revista Cenarium

MANAUS – No Amazonas, o final de semana foi marcado por ações da Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP-AM) que fechou 97 estabelecimentos e encerrou três festas clandestinas que descumpriam o decreto governamental. Além de aglomerações, drogas também foram localizadas, o Estado ainda está na fase vermelha da pandemia.

Na sexta-feira, 5, e no início do sábado, 6, as forças policiais fecharam 54 estabelecimentos que descumpriam o horário de funcionamento do decreto vigente, que determinava o funcionamento do comércio de rua em geral das 9h às 15h. Já durante a tarde e a noite de sábado e madrugada de domingo, 7, foram fechados 43 estabelecimentos.

Entre os locais fechados estavam mais de 40 barracas funcionando após o horário na feira do Mutirão, na zona Norte. Um bar na praça do Caranguejo, conjunto Eldorado, zona Centro-Sul, também foi autuado por fornecer consumo de bebidas além do horário permitido – até 22h. Além, deles, no bairro Alvorada, zona Centro-Oeste, um bar foi autuado pela segunda vez após violar determinações e estar funcionando como bar.

Estabelecimentos descumpriam horário de funcionamento do decreto governamental. (Reprodução/Secom)

Festas clandestinas

Já na madrugada e tarde de domingo, 7, agentes da segurança pública do Estado encerraram três festas clandestinas, além de um encontro de motociclistas. Os eventos provocaram aglomerações e onze pessoas foram detidas.

Durante a ação que impediu o encontro dos motociclistas, conhecido como “rolezinho” no bairro Novo Aleixo, zona Norte de Manaus, foram presas três pessoas dirigindo sob efeito de álcool. Um procurado pela polícia por assalto a um shopping na cidade de Boa vista, em Roraima, também foi preso na fiscalização.

Motociclistas marcaram “rolezinho” na zona Norte de Manaus (Reprodução/Secom)

Duas festas foram encerradas na madrugada de domingo. Em uma delas, no bairro de Flores, zona Centro-sul, o evento acontecia em um bar de portas fechadas com 15 pessoas. A outra festa, no bairro Alvorada, zona Centro-Oeste, oito pessoas tentaram fugir, mas foram capturadas pelos policiais e encaminhadas para a Delegacia-Geral da Polícia Civil.

Por fim, em uma terceira festa clandestina em um sítio no ramal do Areal, quilômetro 10 da Rodovia BR -174, cerca de 100 pessoas se aglomeraram em uma festa clandestina fechada pela SSP. No local foram apreendidos R$ 4 mil em espécie, três pedras de Oxi, 39 comprimidos de drogas sintéticas, 67 trouxinhas de oxi, 15 trouxinhas de cocaína, além de 140 trouxinhas de pasta base de cocaína, 15 cigarros de maconha e duas porções de maconha.

Segundo a SSP-AM, a festa já vinha sendo programa há dias e os organizadores contrataram até um DJ de fora para o evento.

Flexibilização

O governador Wilson Lima (PSC) anunciou na sexta-feira, 5, a flexibilização do toque de recolher no Estado. As novas medidas entram em vigor a partir desta segunda-feira, 8, e terão validade de 15 dias.

O novo toque de recolher será de 21h às 6h. O governador também anunciou mudanças no funcionamento de supermercados, mercadinhos e padarias, que poderão funcionar de 6h às 20h. Lojas do comércio de rua em geral podem abrir os estabelecimentos de 9h às 17h, de segunda a sábado.

Fase vermelha

O Estado continua na fase vermelha da pandemia do novo coronavírus, ou seja, a classificação de risco considerada a segunda mais alta da escala. Conforme o governador Wilson Lima anunciou na sexta-feira, 5, no entanto, o Estado registra redução no número de casos, internações e mortes decorrentes da Covid-19.

“Ainda continuamos em uma fase vermelha, mas os números continuam caindo. Percebemos uma diminuição muito grande nas portas de entradas dos hospitais”, salientou Wilson Lima, durante pronunciamento nas redes sociais do governo.