OAB-SE pede prisão cautelar de policiais rodoviários envolvidos na morte de Genivaldo

Com informações do Infoglobo

SERGIPE – Uma reunião entre a Ordem dos Advogados (OAB), em Sergipe, e o Ministério Público Federal na tarde desta quinta-feira, 2, discutiu o pedido feito pela OAB de prisão cautelar dos policiais rodoviários envolvidos na ação que resultou na morte de Genivaldo de Jesus Santos, na quinta-feira passada, 26. O homem, que tinha problemas mentais, morreu asfixiado após ser colocado à força no porta-malas de uma viatura.

Durante a reunião, o presidente da OAB de Sergipe, Danniel Costa, disse ter apresentado os motivos pelos quais defende que a prisão dos policiais seja decretada. De acordo com o G1, a procuradora-chefe do MPF, em Sergipe, Eunice Dantas, afirmou que a prisão cautelar é uma medida excepcional:

— A prisão preventiva é uma medida excepcional. Para você pedir uma prisão preventiva tem que ter os motivos para tanto, e esses motivos o Ministério Público ainda está avaliando se eles estão presentes. No momento, a nossa avaliação principal é focar nas provas — disse a procuradora, ressaltando que eles já foram afastados de suas funções.

Em nota divulgada no início da noite desta quinta-feira, o Ministério Público Federal afirmou que sua atuação não pode “ser baseada em fatos parciais nem movida por pressões de nenhuma instituição, entidade ou pessoa”.

De acordo com a procuradora, depoimentos continuam a ser tomados de testemunhas. A Polícia Federal já teria realizado as perícias necessárias.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO