Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
16 de novembro de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
image/svg+xml

Com informações da assessoria

BELÉM (PA) – A Secretaria de Estado de Turismo do Pará (Setur) fez o pré-lançamento da Rota Amazônia e a apresentação da plataforma de comercialização da Chameleon Global (empresa americana de tecnologia), para o mercado de turismo, com a presença de agentes de viagens e de receptivos do setor, na sede da Federação da Agricultura do Estado do Pará (Faepa). O evento foi transmitido simultaneamente por videoconferência para empresários de países como Austrália, EUA, Dubai, Itália, Portugal, França, Suíça e dos estados de São Paulo e Rio de Janeiro. O lançamento oficial da Rota Amazônia será feito durante a Feira Internacional de Turismo da Amazônia (Fita), de 25 a 28 de novembro, na Estação das Docas.

O secretário de Turismo do Pará, André Dias, fez a apresentação da Rota Amazônia. “Esse projeto surgiu da integração do Pará, Amazonas e Maranhão, com foco principalmente no mercado de turismo de longas distâncias. A ideia é unir os principais atrativos da Amazônia dos três estados, que mais recebem turistas na região, para juntos ganharmos competitividade nesse mercado. Desenhamos o roteiro e uma logomarca em conjunto para todos nós divulgarmos a rota e convidamos a iniciativa privada para o projeto, para que possam vender esses roteiros. Queremos gerar maior atratividade, acessibilidade e capacidade de geração de fluxo turístico na região”, explica.

Para o Joseph Walker, fundador e CEO, (sigla em inglês para Chief Executive Officer), da Chameleon Global, é importante compreender a tecnologia e distribuição no Turismo. “Uma das maiores dificuldades do Turismo é uma plataforma e ferramentas de compras, que reúna produtos de operadores, agentes de viagens e receptivo para oferecer isso ao consumidor. Com a Rota Amazônia queremos que o turismo não seja apenas uma opção, mas torna lá o centro das atenções turísticas. Não é somente turismo, mas desenvolvimento sustentável, qualidade de vida e empregos, trazendo receitas e divisas para o País”, afirma o empresário norte-americano. “O que Chameleon e a Rhes estão fazendo é falar com operadoras de fora do Brasil para trazer esses turistas internacionais”, diz.

O diretor do grupo Rhes, empresa que trabalha com soluções de tecnologia para processos de gestão, Marcelo Micucci explicou as possibilidades de negócios com a plataforma. “Da frente que você está no sistema, você está interconectado com parceiros de todo o mundo. Essa é a grande sacada da plataforma e o poder da distribuição no turismo”.

Um dos empresários estrangeiros presentes ao evento, o italiano Marco Cadeddu, sócio da Italy Connect, a Amazônia oferece muitas oportunidades para o mercado internacional. “Eu realmente acredito que o turismo é muito grande aqui. A plataforma é revolucionária pois conecta vários segmentos de turismo pelo mundo. Vamos introduzir a Amazônia em nossas viagens para o exterior. Esperamos que os italianos estejam curiosos para conhecer a Amazônia. Nós viemos coletar informações e a Rota Amazônia será incluída oficialmente em nosso calendário de eventos a partir de novembro”, revelou.