Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
20 de novembro de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
image/svg+xml

Com informações da CNN

ROTTERDAM (HOLANDA) – Pelo menos sete pessoas ficaram feridas depois que a polícia da cidade holandesa de Rotterdam respondeu a um protesto contra as novas medidas de combate à Covid-19 na sexta-feira, 19, segundo um comunicado divulgado pelas forças de segurança.

“Uma manifestação na rua Coolsingel resultou em tumultos. Incêndios foram provocados em vários lugares, fogos de artifício foram disparados e a polícia disparou vários tiros de advertência”, disse a polícia de Rotterdam nas redes sociais.

“Disparamos tiros de advertência porque era uma situação de risco à vida”, disse a porta-voz da polícia Patricia Wessels à Reuters. “Sabemos que, pelo menos, duas pessoas ficaram feridas, provavelmente como resultado dos disparos, mas precisamos investigar as causas exatas melhor”.

Em um comunicado atualizado divulgado neste sábado, 20, os agentes da cidade disseram que, pelo menos, sete pessoas ficaram feridas durante a manifestação. Não divulgaram a gravidade ou a natureza dos ferimentos, mas informaram que policiais também foram feridos.

Pelo menos 20 prisões foram feitas após os distúrbios, de acordo com a polícia.

Os agentes usaram “o máximo de mobilização necessária para restaurar a ordem pública” e pediram às pessoas que ficassem longe de Coolsignel.

Várias centenas de pessoas se reuniram para expressar oposição aos planos do governo de restringir o acesso a locais fechados a pessoas que tenham um “passaporte de vacina”, mostrando que foram vacinadas ou já se recuperaram de uma infecção.

O passe também está disponível para pessoas que não foram vacinadas, mas têm comprovação de teste negativo.

Manifestações Covid-19 Rotterdam Holanda
Manifestações contra novo lockdown em Rotterdam Holanda. (Bob Van Keulen / Reuters)

A polícia emitiu uma portaria de emergência em Rotterdam, fechando o transporte público e ordenando que as pessoas voltem para casa. Canhões de água foram usados e a polícia a cavalo dispersou a multidão.

As autoridades também pediram às pessoas que gravaram as imagens dos protestos que enviassem as imagens à polícia, para uma investigação mais aprofundada.

A Holanda reimpôs um lockdown parcial no fim de semana passado por três semanas iniciais em um esforço para retardar a nova onda de infecções de Covid-19, mas os índices permanecem em seus níveis mais altos, desde o início da pandemia.