Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
17 de abril de 2021

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC
Acompanhe nossas redes sociais

Priscilla Peixoto – Da Revista Cenarium

MANAUS – O arcebispo emérito de Manaus, Dom Sérgio Castriani, faleceu na noite desta quarta-feira, 03, vítima de complicações de uma infecção urinária grave seguida de um infarto. O presbítero de 66 anos estava internado em um hospital particular de Manaus desde o dia 26 de fevereiro para tratamento contra uma infecção.

O falecimento foi noticiado pela Diocese de Manaus por meio de uma nota lamentando a perda. “Em nome dos bispos da nossa diocese, comunico o falecimento do nosso querido dom Sérgio Castriani, arcebispo emérito. As informações a respeito dos funerais serão repassadas posteriormente”, informou a nota.

Além da infecção urinária grave, o líder religioso enfrentava o Mal de Parkinson há, pelo menos, seis anos. A doença causa danos às células nervosas do cérebro e fazem com que os níveis de dopamina caiam, afetando o movimento e ocasionando tremores no indivíduo e por conta da doença, Dom Sérgio estava afastado da igreja desde 2019.

Trajetória

Sergio Castriani nasceu no dia 31 de maio de 1954 em Regente Feijó (SP), cursou Filosofia no Instituto Poullart de Places (Faculdade Nossa Senhora Medianeira), no ano de 1971 em São Paulo. Pela mesma instituição obteve o bacharelado em Teologia em 1974.

Seu primeiro trabalho como padre foi no Estado do Acre, também foi nomeado pelo Papa João Paulo II bispo da prelazia de Tefé, no Estado do Amazonas. Em 2012 foi nomeado Arcebispo Metropolitano da Arquidiocese de Manaus pelo Papa Bento XVI. Participou do Sínodo dos Bispos sobre a Família em 2015. Por conta da saúde abalada, deixou o cargo à disposição, em 2019, sendo substituído por Dom Leonardo Ulrich Stainer.

A Diocese informou o falecimento por meio de nota (Reprodução/Redes Sociais)