Com estoque crítico, campanhas incentivam voluntários para doação de sangue no Hemoam

Bruno Pacheco – Da Revista Cenarium

MANAUS – Desde a chegada da pandemia do novo Coronavírus no Amazonas e a instalação de medidas restritivas em todo estado, a Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoam) registrou uma queda de 60% na coleta de sangue. Com o alerta para a falta de doadores durante o período da Covid-19, a instituição tem buscado soluções para incentivar o ato de solidariedade. Por outro lado, estabelecimentos e instituições também têm procurado formas de ajudar.

A Geek One, em parceria com algumas lojas parceiras, lançaram a campanha “Geeks Doam Sangue”, que vai até o dia 30 de junho, com o objetivo promover e sensibilizar a população para a importância da doação de sangue, independente de se conhecer ou não pacientes que necessitam de transfusão.

“Para incentivar a doação de sangue na comunidade nerd, teremos alguns benefícios. Basta apresentar o comprovante de doação nas lojas parceiras, assim, você terá direito a 10% de desconto nas compras, e também poderá participar de um sorteio de duas camisas exclusivas da Geek One”, disse Washigton Correa, empreendedor e fundador da loja virtual Geek One.

A campanha foi lançada no dia 11 deste mês e já conta com 16 estabelecimentos da capital, entre eles: a Player Games, Nerd Dog Store, Station Geek, Louca dos Quadros, JH Games, One Zone Collections, Gypsy Art Handmade, Taverna do Drow, Lebytos Lanche, Cacau Show Manaus Plaza, Arte com Borracha, Fernandes Eco Jóias, D/G Luminárias Artesanais, Manaus Plaza Shopping; Instituto Aprender e Praticar; Innova Tech; e duas influencers, a Kamily Dácio e BK Wonder.

De acordo com a subgerente de coleta externa do Hemoam, Eleonora de Alencar, nos últimas dias, com as campanhas de doação, cerca de 400 pessoas por dia têm doado sangue, fazendo com o estoque volte a ficar equilibrado. Mas apesar disso, ela alerta para que as doações continuem.

“Estamos trabalhando com todas as normas de higiene e segurança e quem fez esse feito, nos abençoou e abençoou a pessoa que irá receber a doação. Nós tínhamos quase 500 bolsas e com novas doações, vamos chegar a mil bolsas. Mas, nunca é demais, porque têm pacientes que precisam de, pelo menos, 30 bolsas de sangue, principalmente, em caso de cirurgias”, explicou Alencar à REVISTA CENARIUM.

Medidas preventivas e de higienização redobraram com a pandemia (Bruno Pacheco/Revista Cenarium)

O deputado estadual João Luiz (Republicanos) também promoveu mais uma edição da campanha “Amigos do João Luiz”, na tarde de sexta-feira, 15. Segundo o parlamentar, a iniciativa visa conscientizar as pessoas a se motivarem a salvar vidas

“Nesse momento em que nós estamos enfrentando a pandemia da Covid-19, é de muita importância esse incentivo. Visitei a estrutura do Hemoam e vi como é feito todo o processo. O Hemoam atende 27 unidades hospitalares no estado e é de suma importância esse projeto, porque com essa mobilização, com essas pessoas se colocando à disposição para ajudar ao próximo que nem conhecemos, temos a certeza que vai salvar vidas”, disse.

A doação

Com a doação de sangue, é possível beneficiar até quatro pessoas, pois o sangue é dividido em diferentes componentes como: hemácias, plaquetas plasma e outros.

Para doar, é necessário estar saudável, apresentar documento oficial de identidade com foto, ter peso acima de 50 kg, estar bem alimentado, evitar alimentos gordurosos quatro horas antes da doação, ter entre 16 e 69 anos, ter dormido pelo menos 6h nas últimas 24 horas, não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 24 horas.

Devido à Covid-19, a instituição também não recomenda a doação de sangue caso o doador tenha viajado para o interior do estado nos últimos 30 dias. Caso o doador tenha se infectado com a doença, a doação só será permitida também após passados 30 dias da cura.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO