Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
27 de janeiro de 2022
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE

Com informações da Folha de São Paulo

BRASÍLIA – Em depoimento à CPI da Covid, o empresário bolsonarista Luciano Hang negou que tivesse mentido em vídeo sobre o tratamento de sua mãe, Regina Hang, que morreu de Covid-19. Regina morreu após lutar contra a Covid-19, internada em hospital da rede Prevent Senior. Luciano depois gravou um vídeo afirmando que ela poderia estar viva se tivesse recebido tratamento preventivo.

“Eu sempre falo: não podemos mais cuidar de quem morreu, mas podemos cuidar de quem está vivo. Tome a decisão acertada. Eu me cobro hoje que eu poderia ter salvado a minha mãe, de repente, se eu tivesse feito o preventivo, será que nós não poderíamos ter feito isso? E agora eu fico me perguntando, e se eu tivesse feito, será que ela não estaria viva? Reflita. Obrigado”, disse no vídeo.

No entanto, durante as investigações da CPI sobre a Prevent Senior, foi constatado no prontuário médico de Regina Hang que ela recebeu remédios sem eficácia comprovada para o tratamento da Covid-19, como a hidroxicloroquina. Questionado sobre o assunto, Hang afirmou que os senadores foram induzidos ao erro e que ele, no vídeo, se referia a medidas que poderiam ter sido adotadas antes da infecção pelo novo coronavírus. Ele disse que poderia fortalecer a imunidade de sua mãe, com vitaminas e outros medicamentos.

Hang tentou explicar que nunca disse que Regina não havia recebido o “Kit Covid” durante o período de internação. “Preventivo não é precoce”, afirmou o empresário. “Eu vou desenhar: preventivo é uma coisa e [tratamento] inicial é outra. São duas coisas diferentes. “Senadores apontaram que o empresário estaria “jogando com as palavras”, para evitar admitir eventual mentira.

Hang depois disse que sua mãe, após ser diagnosticada com Covid-19, mas ainda antes da internação, começou a tomar os medicamentos do “Kit Covid”. Citou como exemplo a cloroquina, ivermectina e azitromicina.

‘Humor’

Durante depoimento na CPI da Covid, o empresário bolsonarista Luciano Hang afirma que suas críticas à CPI da Covid tem caráter simplesmente humorístico. Hang foi questionado diretamente pelo relator Renan Calheiros (MDB-AL) sobre suas postagens contra a comissão e seus membros. “Não [foi uma crítica], senador. Mas também temos que ter senso de humor. Nós brasileiros estamos com elástico muito esticado”, afirmou. “Daqui a pouco não vai mais ter programa de humor”, disse, acrescentando que o humor é para ele uma forma de se comunicar.

Advogado de Hang pede desculpas

O presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD-AM), decidiu reiniciar a sessão com o depoimento do empresário bolsonarista Luciano Hang. A sessão havia sido suspensa após Aziz ter determinado a expulsão de um dos advogados de Hang, que teria ofendido o senador Rogério Carvalho (PT-SE). Antes disso, Hang já havia provocado grande tumulto ao tentar mostrar placas com dizeres como “liberdade de expressão” e “não me deixam falar”. Após pedido do presidente da comissão, os cartazes foram entregues por Hang.

O advogado Beno Brandão, na volta da sessão, na volta da sessão, pediu desculpas e pediu a reconsideração da expulsão. O advogado foi autorizado a permanecer.

Assista ao vídeo na íntegra: