Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
6 de maio de 2021

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC
Acompanhe nossas redes sociais

Confirmações da assessoria

O governador do Amazonas, Wilson Lima, e os governadores de outras unidades federativas participaram de reunião virtual com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, nessa terça-feira, 20, para discutir as tratativas dos governos estaduais e do Distrito Federal para aquisição de doses da Sputnik V. Há um compromisso do governo federal de ressarcir as unidades da federação que comprarem o imunizante russo.

Em março, o governador Wilson Lima assinou, por meio do Consórcio de Governadores da Amazônia Legal, um contrato para compra de 1 milhão de doses da vacina Sputnik V. Governadores dos Estados do Nordeste também assinaram contratos de compra de vacinas.

O imunizante ainda não conta com registro de uso pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e, por isso, ainda não pode ser aplicado no Brasil.

No encontro, Marcelo Queiroga reiterou o compromisso do governo federal e disse que está buscando, juridicamente, uma forma legal de ressarcir os estados. O ministro cogita a possibilidade de que a compra seja feita diretamente pelo governo federal, sem passar pelos Estados. Wilson Lima destacou que o entendimento em comum é que mais vacinas precisam chegar, o quanto antes, ao Brasil.

“Nós vamos continuar brigando para que o Brasil tenha mais vacinas para imunizar a população, que é a arma mais poderosa contra a Covid-19. Se é o Estado do Amazonas que vai comprar, se é o governo federal que vai comprar, a gente ainda vai encontrar esse entendimento lá na frente. O fato é que a gente precisa avançar nesse processo de liberação pela Anvisa, para que a vacina possa vir para o Brasil”, declarou o governador.

Os governadores, que assinaram contratos para aquisição da Sputnik V, firmaram um compromisso para que os imunizantes sejam repassados para o Plano Nacional de Imunização (PNI).