Governo aprova 26 projetos de produção industrial para o PIM no valor de R$ 426 milhões

Da Revista Cenarium

Um total de 26 projetos industriais foram aprovados em reunião conjunta entre técnicos das secretarias de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti) e de Fazenda (Sefaz), somando investimentos de R$ 426,242 milhões, com estimativa de geração de 797 vagas no mercado de trabalho, no período de até três anos.

Entre os 26 projetos aprovados estão o da Positivo Tecnologia, que pretende fabricar aparelhos para análise de amostras de sangue por meio de radiação óptica. A S.A. Pharmacos e Cosméticos também recebeu aprovação para a produção de álcool em gel, além de outros produtos.

Para o Polo de Duas Rodas foi aprovado o projeto da Voltz Motors da Amazônia voltado para a fabricação de motoneta elétrica, no valor de aproximadamente R$ 30 milhões.

Esses projetos serão publicados no Diário Oficial do Estado, após serem submetidos à aprovação do governador Wilson Lima e, posteriormente, homologados em reunião ordinária do Conselho de Desenvolvimento do Estado do Amazonas (Codam), em data a ser definida, caso não haja restrições de ordem legal ou tributária.

A aprovação dos projetos encaminhados pelas empresas ad referendum é uma tentativa Governo do Estado contra a crise gerada pela pandemia do coronavírus, de modo a minimizar os efeitos no Polo Industrial de Manaus e no mercado local, com a provável perda de empregos e receitas para o Tesouro.

Segundo o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação Jório Veiga, o Governo vem adotando, desde o início da crise da Covid-19 no Amazonas, em março, todas as medidas para garantir, dentro do que permite a legislação, as condições necessárias para que as empresas mantenham suas atividades no parque industrial local.

“O Governo está cuidando das pessoas e também da nossa base de sustentação econômica, para que  possamos retomar, esperamos que em breve, a produção em sua plenitude”, afirmou o secretário.

De acordo com o calendário bimensal de reuniões do Codam, os conselheiros deveriam ter se reunido no último dia 30 de abril, mas, em razão das restrições impostas pela situação de emergência no setor de Saúde, o encontro, no qual são homologados os projetos industriais habilitados a usufruir de incentivos fiscais concedidos pelo Estado, foi adiado para um momento mais oportuno.

A Sedecti e a Sefaz manterão a dinâmica de analisar e aprovar pleitos que estiverem em conformidade com a legislação até que se tenha oportunidade de realizar a próxima reunião do Codam.

Balanço 

A última reunião do Codam foi realizada dia 19 de fevereiro deste ano, quando foram aprovados 37 projetos industriais, estimados ao todo em R$ 782 milhões, com previsão de geração de 1 mil vagas no mercado de trabalho no período de até três anos.

Os destaques foram os projetos da Tec Toy para a fabricação de telefone celular combinado ou não com outras tecnologias, com investimentos de R$ 107 milhões e mão de obra de 151 pessoas; e o da Magnum da Amazônia, no valor de R$ 57 milhões, para produzir relógios inteligentes (smartwatches).

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO