Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
25 de julho de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
image/svg+xml
Com informações da Assessoria

A Infraero concluiu o projeto da nova área de aviação geral do Aeroporto Internacional de Belém/Val-de-Cans – Júlio César Ribeiro. Segundo a empresa pública, o planejamento inclui novo pátio, com capacidade para 50 aeronaves, três novas pistas de taxiamentos, acesso viário e estacionamento de veículos. Um novo terminal, com 340m², também será construído para receber passageiros e tripulações. 

A próxima etapa do processo será a licitação de contratação de empresa para execução das obras, prevista para ser publicada ainda em julho. Com isso, a previsão é de que os trabalhos sejam iniciados no segundo semestre deste ano. 

Um novo terminal, com 340m², também será construído para receber passageiros e tripulações. (Foto: Reprodução/Infraero).

“A entrega do projeto atende ao cronograma definido para a transferência das operações.  Foram contemplados todos os quesitos para garantia da segurança e do conforto dos clientes da aviação geral”, afirma o presidente da Infraero, Brigadeiro Paes de Barros. 

Com um total de 43 mil m², o novo espaço receberá as operações de aviação geral do Aeroporto Brigadeiro Protásio, que será desativado para a construção de um parque público estadual. A mudança de aeroporto ocorrerá quando as obras estiverem finalizadas e homologadas pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Pelo Plano de Transição Operacional, o Aeroporto Brigadeiro Protásio deve ser fechado até o dia 31 de dezembro deste ano. O local irá abrigar o Parque da Cidade, projeto do governo estadual que deve ter obras iniciadas no primeiro semestre de 2022.

Parque Para Todos

Em 2020, o Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), ficou responsável pela administração do novo espaço. Conforme a Seculta, a equipe já realizou uma consulta pública onde a população definiu os eixos cultura, lazer e esporte, paisagismo e meio ambiente. Depois, em parceria com a Fundação de Amparo e Desenvolvimento da Pesquisa (Fadesp), a Secult realizou o Concurso de Estudo preliminar arquitetônico, de âmbito nacional, que recebeu 85 inscrições de todo o Brasil.

Projeto Parque da cidade prevê passeio de pedestres em antiga pista de pouso do aeroporto Brigadeiro Protásio, em Belém. (Foto: Divulgação/Secult).

A proposta vencedora foi a ‘Parque Para Todos’, que tem como autores os arquitetos e urbanistas Carlos Eduardo Murgel Muller, Marcos Bresser Pereira Epperlein, Thiago Santana Maurelio, Eduardo Saguas Muller e Guilherme Henrique Machado Faganello, e o estudante Vitor Martins. A equipe é composta por integrantes das empresas Firma Arquitetura e Dezembro Arquitetos, ambas de São Paulo.