Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
19 de abril de 2021

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC
Acompanhe nossas redes sociais

Com informações da Folha de S.Paulo

RONDÔNIA – Pessoas que invadem e desmatam ilegalmente trechos da floresta amazônica estão anunciando as áreas no Facebook em busca de compradores.

Uma investigação da BBC News Brasil encontrou na plataforma dezenas de anúncios em que vendedores negociam pedaços da floresta ou áreas recém-desmatadas, que eles não possuem, por valores que chegam à casa dos milhões de reais.

Há áreas à venda até mesmo dentro de unidades de conservação e de terras indígenas. Segundo a lei, é proibido vender áreas que sejam parte de terras indígenas ou unidades de conservação. São áreas de domínio público que se destinam exclusivamente a populações tradicionais.

Documentário

A investigação deu origem ao documentário “Amazônia à venda: o mercado ilegal de áreas protegidas no Facebook, disponibilizado a partir desta sexta-feira, 26, no canal da BBC News Brasil no YouTube.

O documentário mostra que o mercado ilegal de terras na Amazônia está aquecido com a perspectiva de que o Congresso anistie invasões recentes e permita que invasores obtenham os títulos das áreas.

Atualmente, só áreas públicas desmatadas até 2014 são passíveis de regularização, mas a bancada ruralista e o governo federal articulam um projeto de lei que prorrogaria o prazo.