Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
10 de maio de 2021

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC
Acompanhe nossas redes sociais

Matheus Pereira – Da Revista Cenarium

MANAUS – O Banking and Trading Group (BTG) Pactual divulgou mais um relatório sobre o setor de shoppings centers em que aponta que o cenário inicialmente permanecerá difícil, mas há uma visão positiva para o setor no longo prazo. O BTG Pactual aponta ainda que o possível crescimento está ligado ao fato de que os shoppings têm sido resilientes e o preço das ações está atraente.

O presidente da Associação de Lojistas do Amazonas Shopping (Alasc), André Gesta, afirma que a categoria está otimista até mesmo para os próximos dois meses, por conta das próximas datas comemorativas. “Estamos otimistas com esse momento, mas temos de lembrar que em primeiro lugar temos que preservar a vida e a saúde de todos. A expectativa para os próximos 60 dias são boas. Temos nesse período Dia das Mães e dos Namorados”, declarou.

A ampliação do horário de funcionamento das lojas dos shoppings de Manaus, a partir da próxima segunda-feira, 19, foi uma das principais mudanças anunciadas pelo governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), nesta sexta-feira, 16, durante anúncio de ajustes no decreto estadual que estabelece o funcionamento das atividades não essenciais no Estado.

Para o lojista Luciano Barbosa, o governo já deveria ter liberado um horário de funcionamento mais estendido, já que, segundo ele, com o horário mais reduzido há mais chances de aglomerações. Barbosa afirma ainda que a situação atualmente segue pior do que no primeiro fechamento das lojas. “Para nós lojistas está muito difícil, porque no primeiro lockdown quando o comércio retornou tinha o dinheiro do auxílio circulando e esse dinheiro ajudou a aquecer o comércio. Já nesse segundo, não está sendo fácil. Estamos comendo com o que ganhamos antes, para se manter aberto, para arriscar e ver se vai melhorar”.

No relatório divulgado, o BTG afirma que as recentes reaberturas em algumas cidades do Brasil impactaram positivamente as companhias abertas nos shoppings do País. O banco aponta ainda que um crescimento nas vendas vai depender dos horários de funcionamento dos shoppings. Mesmo com a situação definida como difícil por Luciano, o lojista mantém a esperança de uma melhora nos próximos meses. “Vamos ver como vai ser com o novo horário de funcionamento. Espero que seja melhor”, finaliza.

Edição: Paulo Bahia