Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
9 de maio de 2021

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC
Acompanhe nossas redes sociais

Com informações do UOL

NEPAL – A cada cinco anos, o governo do Nepal assume a desafiadora tarefa de contar seus rinocerontes para monitorar sua situação na natureza. A contagem é realizada para o planejamento e a avaliação da eficácia do manejo nessas regiões, além de orientar as estratégias de conservação dos animais do País.

A Contagem Nacional de Rinocerontes 2021, divulgada em abril, mostrou aumento de 16,6% na população em comparação com o último censo. Em 2015, foram localizados 645 rinocerontes. Já em 2021, esse número subiu para 752.

Liderada pelo Departamento de Parques Nacionais e Conservação da Vida Selvagem do Nepal, a pesquisa ocorreu durante o período de 22 de março a 10 de abril e cobriu áreas dentro do País onde vivem os rinocerontes, incluindo os parques de Chitwan, de Parsa, de Bardia e de Shuklaphanta. Outros órgãos de proteção ambiental também colaboraram na tarefa, como o Exército do Nepal, o Comitê de Usuários da Zona de Proteção, WWF Nepal, ZSL Nepal e outras organizações locais.

Passo a passo para a contagem

A tarefa de contar rinocerontes não é simples. A operação movimentou, ao todo, 57 elefantes e 350 técnicos, em sua maioria funcionários dos parques nacionais. Os técnicos de pesquisa usaram o método de captura direta e se movimentavam pelos campos usando elefantes como meio de transporte. As equipes se movem em paralelo, varrendo possíveis habitats. Os animais podem ser avistados a uma distância de 50 a 100 metros.

As estimativas de populações de rinocerontes são baseadas em informações individuais coletadas, categorizadas com base em estatísticas como sexo e faixa etária. Durante o processo, também são coletados dados sobre as condições do habitat, espécies invasoras e atividades humanas na região.