Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
19 de abril de 2021

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC
Acompanhe nossas redes sociais

Bruno Pacheco – Da Revista Cenarium

MANAUS – Uma das maiores empresas de refrigerantes do Amazonas, a Magistral anunciou nesse domingo, 28, a aquisição das operações da Amazon Indústria de Bebidas (Amazon), do grupo VDA, detentora das marcas Águacrim, Tauá, Flesh e Natucrim. Com a compra, a fábrica passa a empregar diretamente cerca de 730 profissionais.

O valor da compra não foi informado pela empresa. Em entrevista à REVISTA CENARIUM, o diretor-superintendente da J.Cruz Indústria de Bebidas Ltda (Magistral), Luiz Cruz, afirmou que grande parte dos colaboradores continuarão na nova unidade, até porque as operações continuarão independentes.

“Nas duas unidades, ficaremos com, aproximadamente, 730 colaboradores. A medida que a economia for melhorando, com a previsão de lançamento de novos produtos e novas embalagens, novos postos de trabalho serão necessários e, consequentemente, contratados”, disse Luiz Cruz.

A companhia pretende expandir negócios para Estados vizinhos (Divulgação)

Com sede no principal motor econômico do Estado, no Polo Industrial de Manaus (PIM), a produtora de bebidas foi fundada há mais de 75 anos. A empresa é responsável pela fabricação, industrialização, envasamento e comercialização de refrigerantes e água mineral das marcas Magistral, Magistral Gold e Yara.

Para Luiz Cruz, a compra possibilita à Magistral o crescimento do portfólio, promover mais sinergia nas operações, além de expandir os negócios da fábrica, com a presença de novos segmentos, no interior do Amazonas e nos Estados vizinhos. “Entendemos que o feito representa a expansão da nossa companhia, cuja missão tem sido produzir bebidas de alta qualidade e de forma sustentável há mais de 75 anos”, concluiu.

Veja a entrevista com o diretor-superintendente da J.Cruz Indústria de Bebidas Ltda (Magistral), Luiz Cruz:

REVISTA CENARIUM (RC): O que motivou a indústria a realizar a compra da AMAZON?
Luiz Cruz (LC): Possibilidade de aumentar seu portfólio; sinergia nas operações; expansão do negócio com maior presença em novos segmentos, principalmente, no interior do Amazonas e Estados vizinhos.

RC: Para o senhor, o que representa a aquisição?
LC: Entendemos que o feito representa a expansão da nossa companhia, cuja missão tem sido produzir bebidas de alta qualidade e de forma sustentável há mais de 75 anos.

RC: Com a aquisição, qual será o direcionamento que a empresa dará para os empregados da Amazon? Irão realocá-los?
LC: Sim, grande parte dos colaboradores continuarão na nova unidade, até porque as operações continuarão independentes.

RC: A Magistral irá gerar novos postos de trabalho?
LC: Certamente. A medida que a economia for melhorando com a previsão de lançamento de novos produtos e novas embalagens, novos postos de trabalho serão necessários e, consequentemente, contratados.

RC: No total, a empresa passa a empregar quantos funcionários?
LC: Nas duas unidades, ficaremos, aproximadamente, com 730 colaboradores.