País tem número recorde com 2.798 mortes por Covid-19 em 24 horas

This post is also available in (Post também disponível em): English (Inglês)

Com informações do UOL

O Brasil enfrenta nesta terça-feira (16) mais um dia de recordes trágicos na pandemia de coronavírus. Com 2.798 novas mortes por Covid-19 reportadas nas últimas 24 horas, o País teve o seu dia mais letal. Outra marca assustadora é a mais alta média diária de óbitos causados pela doença: 1.976 nos últimos sete dias — trata-se de uma escalada que chega ao seu 18º dia consecutivo. No total, 282.400 pessoas já morreram no País em decorrência da Covid. O levantamento é do consórcio de imprensa do qual o UOL faz parte, com base nos dados fornecidos pelas secretarias estaduais de saúde.

Até ontem, o dia com maior número de mortes notificadas em um intervalo de 24 horas havia sido em 10 de março, com 2.349 óbitos. Hoje, o país completou 15 dias seguidos com mais de mil óbitos pela doença entre um dia e outro. A média móvel de mortes, que mede o índice diário num intervalo de sete dias, se mantém acima de mil óbitos há 55 dias. É o período mais longo desde março de 2020. Em meio a mais uma troca de ministro da Saúde, o quarto durante a pandemia, o País enfrenta, em diferentes regiões, o colapso sanitário. São Paulo, Rio Grande do Sul e Paraná, juntos, apresentaram recorde de óbitos e respondem por 53% das mortes notificadas nas últimas 24 horas: foram 679, 501 e 307 óbitos, respectivamente.

O País soma 11.609.491 casos confirmados da doença, 84.014 deles registrados entre ontem e hoje.

Nove Estados apresentaram recorde na média diária de mortes: AC (10), GO (125), MT (55), MS (25), PB (41), RS (253), SC (113), SP (400) e TO (16). A tendência de aceleração da média móvel no País é de 48%. Apenas o Norte apresenta estabilidade na média de mortes (12%). As outras regiões estão todas em aceleração: Nordeste (36%), Centro-Oeste (128%), Sudeste (28%) e Sul (91%). Vinte e três unidades da federação, incluindo o Distrito Federal, apresentam alta no índice. Dois estados estão em queda e dois estão estáveis.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

VOLTAR PARA O TOPO