24 de novembro de 2020

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC

Gabriel Abreu e Mencius Melo – Da Revista Cenarium

Brasília e Manaus – A Procuradoria-Geral da República (PGR) informou que é falsa a notícia veiculada em portais e em duas emissoras de televisão do Amazonas de que o órgão pediu ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) o afastamento do governador do Estado, Wilson Lima (PSC).

A notícia falsa dava conta de que o afastamento se estendia a mais 12 deputados estaduais, no inquérito da operação Sangria, que investiga a compra de respiradores pela Secretaria de Estado de Saúde (SES). Sem citar fontes ou mostrar documentos, as matérias viralizaram em Manaus.

Correspondente da REVISTA CENARIUM, em Brasília, buscou informações sobre a pauta diretamente nas sedes da PGR e do STJ, na manhã de ontem, 17, quando foi informada de que se tratava de uma “fake news” (notícia falsa em inglês). Em seguida, a Procuradoria-Geral da República reforçou a informação em suas redes sociais, conforme abaixo:

A publicação foi postada nas redes sociais do órgão na manhã da última quarta-feira (Reprodução/Internet)

Comportamento lamentável

O governador Wilson Lima (PSC) lamentou a disseminação de fake news em Manaus e condenou o uso de falsas informações que, segundo ele, têm o objetivo de desestabilizar seu governo.

“É lamentável, que um veículo de comunicação, como a TV Norte, afiliada do SBT, que tem o dever de informar, siga a onda das fake news, sem sequer apurar a verdade. Isso é falta de responsabilidade, prejudica milhares de pessoas e em nada acrescenta com o trabalho de melhorar o Amazonas”, disse Wilson, citando uma das emissoras que reportou a informação falsa.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.