25 de fevereiro de 2021

Com informações da assessoria

MANAUS – A vereadora de Manaus Thaysa Lippy (PP), também presidente da Comissão de Acompanhamento de Leis (Comial), da Câmara Municipal de Manaus (CMM), vem destacando em seus primeiros dias do primeiro mandato eletivo ações voltadas à área da saúde, seja para combater a Covid-19 ou para minimizar os impactos da pandemia em Manaus, mesmo que muitas das propostas não sejam atribuições do Legislativo, mas da prefeitura da cidade.

Sete das proposituras apresentadas pela vereadora foram acatadas, entre elas, a inclusão de agentes de saúde no plano de imunização e o retorno do atendimento de urgência e emergência da Manausmed. Manaus foi uma das cidades mais atingidas pela pandemia em todo o mundo, chegando ao limite de sua capacidade de atendimento, em leitos, com falta de oxigênio para tratar tantos pacientes.

No início do mês de fevereiro, a vereadora encaminhou à prefeitura de Manaus um ofício solicitando a retomada da prestação dos serviços de atendimento médico de urgência e emergência por parte dos hospitais credenciados junto ao Serviço de Assistência aos Servidores Públicos do Município de Manaus (Manausmed), que, segundo denúncias de servidores associados, chegaram ao gabinete da parlamentar, estão suspensos.

A parlamentar também solicitou à prefeitura de Manaus que incluísse os agentes comunitários de saúde no plano de vacinação contra a Covid- 19 que está sendo organizado e executado pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa). Segundo Thaysa, os agentes comunitários de saúde e dos agentes de combate a endemias são trabalhadores importantes dentro do Sistema Único de Saúde.

“Ambos trabalham com a comunidade da área, do bairro, da cidade ou da região rural para facilitar o acesso da população à saúde e prevenir doenças e, por isso, eles têm que ser incluídos nos grupos prioritários e imunizados com a vacina”, defende Lippy. Outra solicitação que foi acatada pelo executivo municipal foi o pedido do restabelecimento do quantitativo da frota de ônibus que faz o transporte coletivo na cidade de Manaus.

A solicitação visava apoiar a população que tanto precisa desse transporte e que não há necessidade de manter a redução da quantidade de coletivos em circulação. No ofício, ela também pede o cumprimento de medidas de higiene e segurança nos terminais de ônibus, além de obrigatório o uso de máscaras por passageiros e funcionários, a disponibilização de álcool em gel em concentração superior a 70%, a limitação de passageiros por veículo, além do afastamento de funcionários em grupo de risco.

Na lista das proposituras apresentadas pela vereadora, ela encaminhou pedidos de imunização dos profissionais da radiologia, que atuam na linha de frente no diagnóstico da Covid-19, sendo eles primordiais para o diagnóstico preciso da doença. Outro ponto foi o pedido de proteção e segurança da força de trabalho dos que atuam nos cemitérios da cidade diante da pandemia.

A preocupação é tornar acessíveis à equipe responsável pelos sepultamentos os materiais indispensáveis para proteção individual como: máscaras cirúrgicas ou similares, luvas, aventais impermeáveis, botas de látex, óculos e materiais de proteção especial para procedimentos de sepultamento de corpos. A parlamentar também solicitou transparência da divulgação da lista das pessoas vacinadas, do quantitativo das vacinas e demais gastos e ações no combate ao novo coronavírus.