Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
29 de novembro de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
image/svg+xml

Com informações da Folha de S.Paulo

LONDRES – O Palácio de Buckingham anunciou nesta terça-feira, 26, que a rainha Elizabeth não comparecerá à COP-26, conferência sobre o clima, que começa neste fim de semana em Glasgow, na Escócia. Comunicado da realeza disse que a chefe da monarquia vai atender à recomendação médica para descansar e vai participar do evento com uma mensagem gravada em vídeo.

No último dia 15, Elizabeth foi flagrada por microfones de uma emissora de TV criticando autoridades que, segundo ela, “falam, mas não agem”. Ela se referia a promessas de líderes mundiais para aumentar o foco em medidas sustentáveis contra o aquecimento global.

Na ocasião, a rainha se mostrava animada para participar do evento. “Extraordinário, não é? Estou acompanhando tudo sobre a COP. Ainda não sei quem vem”, afirmou em uma conversa informal com Camilla, esposa de seu filho Charles, e Elis Jones, presidente da Câmara galesa.

A rainha Elizabeth com o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, em evento no castelo de Windsor – Alastair Grant – 19.out.21/AFP

Apesar do cancelamento da ida de Elizabeth, a família real britância ainda estará presente na COP-26, com os príncipes Charles e William. O último, também vem exercendo pressão na comunidade global para aumentar os esforços relacionados ao meio ambiente e, recentemente, pediu mais do que palavras e criticou a corrida pelo turismo espacial.

O estado de saúde da rainha tem chamado a atenção da imprensa mundial. Na última quarta (20), ela passou a noite no hospital para ‘exames preliminares’ e teve que cancelar uma viagem oficial à Irlanda do Norte, onde estava previsto um encontro com a população — incluindo alunos da escola de Hillsborough, que recentemente foi renomeada para Hillsborough Real, segundo o jornal The Guardian.

Apesar do incidente, a realeza informou, na ocasião, que ela estava em bom estado e já havia voltado aos trabalhos na quinta-feira, 21.

Uma pessoa próxima à monarquia, ouvida pela agência de notícias Reuters, disse que a rainha ficou no hospital por questões práticas e que sua equipe médica adotou uma abordagem cautelosa.

A saúde da chefe da família real britânica despertou a atenção também da imprensa local quando Elizabeth 2ª foi vista usando uma bengala, pela primeira vez, sem motivo médico específico. Em um grande evento público — em 2003 e 2004, após uma operação no joelho, ela já tinha aparecido com o item.

Soma-se às preocupações a recente recomendação da equipe médica da família real para que a rainha deixasse de ingerir bedida alcoólica diariamente, segundo noticiou a revista Vanity Fair. De acordo com a publicação, a rainha gosta de beber, quase todas as noites, um dry martini. ​

Em abril, os britânicos sentiram a perda do príncipe Philip, marido da rainha Elizabeth 2ª. Acostumado a viver nas sombras – e, literalmente, a alguns passos atrás da monarca britânica –, ele sempre teve uma relação boa com Elizabeth. Na época, a rainha disse que a morte do duque de Edimburgo havia deixado “um grande vazio” em sua vida, conforme revelou o príncipe Andrew, filho do casal.