Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
19 de abril de 2021

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC
Acompanhe nossas redes sociais

Com informações do G1

Uma pessoa foi detida nesta sexta-feira, 2, em Washington, nos Estados Unidos, suspeita de avançar com um carro e atropelar dois policiais que fazem a segurança do Capitólio, a sede do Congresso americano.

Carro atropelou dois agentes na porta do Capitólio, segundo a polícia — Foto: NBC
Carro atropelou dois agentes na porta do Capitólio, segundo a polícia (Reprodução/G1)

Os dois agentes de segurança foram levados ao hospital com ferimentos. O condutor do veículo, mesmo detido, também precisou de atendimento médico depois do atropelamento.

A agência Associated Press e a emissora NBC dizem ainda que houve um tiroteio nas imediações do Capitólio. Segundo a NBC, uma pessoa foi baleada. Até a última atualização desta reportagem, não havia detalhes sobre trocas de tiros.

A identidade da pessoa presa ainda não foi revelada. As autoridades locais também não informaram as possíveis motivações para o atropelamento. Por causa do incidente, duas ruas do centro de Washington ficaram parcialmente fechadas.

Jornalistas que estavam no local flagraram o momento em que um helicóptero pousa em frente a uma das entradas do Capitólio. Os profissionais de imprensa também mostram uma grande presença policial nos arredores do prédio.


Vídeo mostra movimentação após atropelamento de policiais em frente ao Capitólio dos EUA (Reprodução/Instagram)

Um episódio semelhante ocorreu em outubro de 2013, quando uma mulher furou um bloqueio ao Capitólio com um carro. Ela foi baleada e morta pelos policiais após uma perseguição.

Incidentes no Capitólio

O atropelamento ocorre quase três meses depois de um grupo de extremistas apoiadores do então presidente Donald Trump invadir o Capitólio durante a sessão que confirmava a vitória de Joe Biden como presidente eleito dos EUA. A violência deixou 5 mortos, inclusive um policial que fazia a segurança do local.

Até a última atualização desta reportagem, não se sabia se o incidente desta sexta tinha alguma relação com a invasão ao Capitólio de 6 de janeiro.