Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
25 de julho de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
image/svg+xml

Com informações da assessoria

RORAIMA – Visão de futuro, oportunidades e desafios para a Região Amazônica foram tema do encontro entre o Governo de Roraima com representantes da Confederação Nacional da Indústria e Federação das Indústrias do Estado de Rondônia. Na ocasião foram definidas estratégias por meio do programa Amazônia +21.

De acordo com Marcelo Thomé, presidente da Fiero, o Amazônia +21 está organizado em quatro eixos temáticos interconectados: Negócios Sustentáveis, Ciência, Tecnologia e Inovação, Funding [captação de recursos financeiros para o investimento específico pré-acordado de uma empresa] e Cultura.

Ele explica que é possível conciliar as duas agendas, a de preservação ambiental e a tecnologia que gera desenvolvimento econômico por meio da Bioeconomia.

“A proposta é um amplo diálogo para a elaboração de estratégias para a geração de novos negócios sustentáveis para o desenvolvimento da região Amazônica, valorizando a riqueza cultural da região e atraindo pesquisadores, empreendedores e investidores, garantindo a legalidade dos projetos e a preservação da floresta. O Estado de Roraima vem apresentando uma bela performance incrementando a sua produção, as exportações, fortalecendo o setor empresarial e a produção local de maneira sustentável e por isso merece a absoluta atenção “, argumenta Thomé.

O governador Antonio Denarium, acredita que o encontro veio para auxiliar desde o pequeno produtor até grandes empresas de forma sustentável. “O público alvo desse projeto será as comunidades ribeirinhas, pequenas, médias e grandes e agora poderemos contar com um parceiro para identificar novas tecnologias, para preservação ambiental, está sendo feito um grande investimento que possa acontecer através do Amazônia 21”, disse.

Para Izabel Itikawa, presidente da Federação das Indústrias do Estado de Roraima, a medida trará benefícios tanto para o produtor rural quanto para o setor de indústria.

“Quando se fala de bioeconomia se fala de desenvolvimento, nós recebemos esse projeto que é inovador e apresentamos ao governador que tem esse comprometimento com o desenvolvimento, e apresentamos hoje ao governador uma grande possibilidade de desenvolver o nosso Estado através da bioeconomia” relatou.