22 de janeiro de 2021

Com informações da Bloomberg

A Covid-19 trouxe outra má notícia para companhias aéreas e ferroviárias, hotéis e passageiros, no que marca um final dramático de um ano que já estava perdido para o setor de viagens da Europa a dez dias do Brexit.

Uma nova variante do coronavírus que se espalha rapidamente no Reino Unido levou o primeiro-ministro Boris Johnson a restringir as reuniões de Natal no país e no exterior. Ações de companhias aéreas despencaram quando Itália, Países Baixos e Bélgica fecharam suas fronteiras com o Reino Unido, e outros se preparam para fazer o mesmo.

Companhias aéreas, que observavam um lampejo do típico movimento de fim de ano, agora cancelam voos ou enviam aviões vazios para que britânicos presos possam retornar. Hoteleiros e operadores de aluguéis de temporada do Reino Unido perdem clientes em uma das épocas mais movimentadas do ano. Operadores de trem enfrentaram o caos no fim de semana em meio à corrida para deixar Londres, enquanto pessoas que esperavam visitar a família ou escapar para um local ensolarado estão ao telefone em busca de reembolso.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.