23 de setembro de 2020

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC

Bruno Pacheco – Da Revista Cenarium

MANAUS – Com quase 20 anos de experiência na Polícia Federal (PF) no Amazonas atuando como perito, o servidor público Júnior Brasil, 45, oficializou sua candidatura pelo PSD ao cargo de vereador, nesse domingo, 13, e garantiu que irá renunciar seu salário de parlamentar caso seja eleito.

“Isso não é uma promessa de campanha, é um posicionamento meu que estou divulgando desde agora. Como servidor público, o salário de policial federal já me permite cuidar da minha família com o que tenho. A nossa proposta de campanha é zelar pelo dinheiro público e fiscalizar o gasto da Prefeitura de Manaus”, afirmou Brasil à REVISTA CENARIUM.

O candidato enfatizou ainda que pretende acompanhar e apresentar emendas ao orçamento municipal, direcionando recursos financeiros para aplicação em educação básica, transporte, saneamento e feiras de Manaus.

Segundo Júnior, é preciso ter controle e fiscalização sobre tudo que é gasto e que a Educação e demais áreas prosperem. “Quanto mais controle, mais vai sobrar dinheiro para creche, para educação. Quanto menos corrupção, mais vai sobrar dinheiro para escola, por isso é necessário fiscalizar bem o dinheiro público”, ponderou.

Propostas

Júnior é um manauara filho de cearenses que começou a estudar apenas aos 10 anos de idade, devido às dificuldades enfrentadas pela família. Aos 22 anos, em 1997, assumiu o primeiro cargo público como técnico tributário na secretaria de Finanças de Rondônia.

Em 2002, foi aprovado no concurso público da Polícia Federal e, em 2003, tomou posse na Polícia Federal do Amazonas e passou a trabalhar no combate à corrupção e crimes financeiros.

“Sou bacharel em Contabilidade, especializado em Administração Pública e Mestre em Contabilidade e Controladoria, todos pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam). Desde que tomei posse na Polícia Federal, participei de grandes operações de combate à corrupção e quero usar a minha experiência como vereador. Meu propósito é fazer da Câmara Municipal um lugar transparente, vamos zelar por cada centavo da população, dar transparência na aplicação dos recursos, para dar mais divulgação. Se nós tivéssemos mais transparência, teríamos menos corrupção”, destacou.

Caso eleito, o candidato afirmou que pretende realizar visitas semanais nas secretarias, creches e escolas municipais, além Unidades Básicas de Saúde (UBSs), praças e espaços públicos. Irei realizar audiências públicas para discutir com as secretarias, comunidades e associações, prestando contas sobre a aplicação dos recursos do município”, disse.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.