Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
6 de maio de 2021

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC
Acompanhe nossas redes sociais

Paulo Bahia – Da Revista Cenarium

MANAUS – O presidente do Partido dos Trabalhadores no Amazonas (PT-AM), Sinésio Campos, é o entrevistado desta terça-feira, 3, no “Cenarium Entrevista”. Comandado pela jornalista Andréa Vieira, o programa vai ao ar às 21h, nas redes sociais (Facebook, YouTube e Instagram) e no site da Revista Cenarium.

Sinésio é professor concursado da rede municipal e estadual de ensino do Amazonas, deputado estadual na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas e é filado ao PT desde 1991. Durante a entrevista, o deputado ressaltou a importância do Sistema Único de Saúde (SUS) como forma de atender a população, especialmente em momentos delicados como a pandemia do novo coronaronarívus. “Eu sou defensor do Sistema Único de Saúde”, afirmou.

O deputado destacou que atualmente há no Brasil mais de 12 milhões de pessoas recuperadas da Covid-19, mas que precisam de cuidados e tratamento em razão das sequelas da doença. Por esse motivo, ele apresentou uma proposição sugerindo a criação de um centro de reabilitação estadual para pessoas que venceram a doença, mas que possuem sequelas.

Campos ressaltou ainda o seu apoio sobre a importância da vacinação. “Vou continuar lutando pela vacina para todos. Nós precisamos vacinar a população. A vacina reduziu a varíola, a poliomielite. Atualmente, o Zé Gotinha foi praticamente extinto”. O deputado criticou ainda o presidente Jair Bolsonaro em razão de seus posicionamentos negacionistas e do não incentivo à vacinação.

“Tem gente que mente para as pessoas dizendo: se você for vacinado, vai virar jacaré. Meu amigo, eu estou na Amazônia. O jacaré vive com a gente. Eu quero é fazer o manejo do jacaré para gerar empregos para a comunidade”, acrescentou.

Sinésio também é presidente do Parlamento Amazônico, que reúne as Assembleias Legislativas dos nove Estados que compõem a Amazônia brasileira. O parlamento tem o objetivo de buscar soluções para problemas vivenciados na Amazônia, com alternativas que aliem desenvolvimento sustentável e crescimento econômico aos Estados.