Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
28 de outubro de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
image/svg+xml

Bruno Pacheco – Da Revista Cenarium

MANAUS – Na manhã desta quinta-feira, 14, o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva concedeu entrevista a uma rádio local do Amazonas e destacou pontos no qual acredita ser importante para a retomada da economia no país, como o retorno do chamado “orçamento participativo”, visto pelos políticos do partido no estado como o “modo petista de governar”.

“Eu acho que o PT teria que ter candidato em todas as capitais. Eu sei que tem uma prévia PT. Nós temos o Zé Ricardo que é candidato, o Sinésio que está também disputando a indicação, mas eu acho que o PT precisa disputar, aliás, o PT precisa voltar a discutir o jeito petista de governar as cidades”, disse Lula em entrevista nesta manhã. O PT conta com possíveis pré-candidatos, deputado federal José Ricardo e o deputado estadual Sinésio Campos que aguardam a posição da sigla sobre a permanência ou não na disputa pela prefeitura de Manaus.

Com o orçamento participativo, a população fica permitida a influenciar ou decidir sobre os orçamentos públicos. Através do orçamento, as pessoas decidem as prioridades de investimentos em obras e serviços a serem realizados a cada ano, segundo o Governo Federal.

A medida é apontada por Lula como a “solução” para os problemas econômicos, em decorrência da pandemia da Covid-19. Para o deputado estadual Sinésio Campos (PT), o modelo ainda está em voga, ou seja, em evidência, tendo em vista que é necessário pensar além da crise da pandemia.

“Algo que o [ex] presidente falou, também, e que foi muito forte, é que ‘antes de pensar na economia do Brasil, tem que pensar na vida das pessoas’. Então, tenho a certeza que se o presidente Lula estivesse ainda presidindo esse país, a prioridade seria o ser humano”, disse o parlamentar à REVISTA CENARIUM.

Segundo Campos, o povo do Amazonas tem ‘gratidão imensa’ pelo presidente Lula que, durante seu governo, prorrogou por 10 anos a Zona Franca de Manaus (ZFM).

“Foi o presidente que mais teve presença física no Amazonas. Lula veio a Manaus 10 vezes e sempre em contato com a população”, enfatizou.

O deputado federal José Ricardo (PT) afirmou que compartilha da ideia colocada em pauta pelo ex-presidente: “discutir o orçamento na cidade”, com o objetivo de alavancar a economia.

Segundo Ricardo, a entrevista com Lula foi importante para o ex-presidente manifestar tudo o que fez em benefício do Amazonas, como a prorrogação da ZFM, investimentos em infraestrutura, entre outros.

“A ideia é essa que ele colocou, discutir o orçamento na cidade, coisa que não é feita por nenhum governante, ou seja, governante municipal, no caso Manaus. Nós temos aí três gestões com a cidade sendo sucateada, você não tem a ampliação dos serviços públicos municipais, nem na saúde, porque não se constrói UBS”, criticou.

Sobre o orçamento participativo, Ricardo defendeu transparência e disse que o foco do momento é combater a pandemia da Covid-19. “Se a gente discutir o orçamento, vai fazer valer a transparência. É importante ouvir o povo, ouvir os segmentos organizados, ouvir os empresários, os trabalhadores, fomentar atividades que possam gerar empregos. Esse é o olhar do Lula e essa é a proposta que nós estamos defendendo”, afirmou.