Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
23 de abril de 2021

Dólar

Euro

Manaus
23oC  29oC
Acompanhe nossas redes sociais

Com informações do G1

MANAUS – Um grupo de jovens da cidade de Mutuípe, no vale do Jiquiriçá, acendeu quase duas mil velas nessa sexta-feira, 5, em homenagem às pessoas que morreram por causa do novo Coronavírus no Brasil. O número de velas faz referência aos dados registrados no país nessa quarta-feira, 3, com 1.840 óbitos em 24 horas.

As velas foram acesas no estádio da cidade e formaram a imagem de uma cruz. A estudante de farmácia Monique Barbosa, de 25 anos, que participou da ação conta que cerca de 20 pessoas atuaram no local, com distanciamento social, todos utilizando máscaras e não houve aglomeração. Ela disse que o grupo demorou cerca de seis horas para acender 1,9 mil velas.

“Compramos velas, saco de papel reciclável e colocamos areia. Todo mundo respeitando o distanciamento e usando máscaras. Começamos umas 14h e quando terminamos de acender as velas já era quase 20h. Foi um momento simbólico para nós e, para mim, parecia que eu estava entrando em um cemitério, me arrepio só de falar”, revela.

Foto aérea da homenagem feita pelos moradores de Mutuípe, na Bahia, para as vítimas de Covid-19 (Reprodução/Cristiano Drone Service)

Além da homenagem às vítimas, Monique diz que a ação também teve como objetivo conscientizar as pessoas sobre a doença e alertar que a pandemia segue causando muitas vítimas no país.

“Além da homenagem a gente quis passar a mensagem de conscientizar as pessoas de que a pandemia ainda não acabou. Conscientizar principalmente os jovens que estão se aglomerando, fazendo festas. Essas pessoas precisam saber que temos que cuidar um dos outros”, diz.

As imagens da cruz de velas ficaram por conta do fisioterapeuta Cristiano Cardoso que falou sobre a ação e assim como Monique, ressaltou a importância da conscientização sobre a Covid-19.

“Como profissional da saúde, posso te afirmar que, ao ver as imagens do alto, a sensação é de muita dor, mas também de muita vontade em querer que as pessoas repensem sobre esta pandemia, que as pessoas se cuidem, pois cada vida importa. E esses números são vidas, pessoas que se foram e deixaram enormes lacunas nas vidas de seus familiares”, conta.

De acordo com o último boletim da Secretaria Estadual de Saúde (Sesab), divulgado na sexta-feira, Mutuípe havia registrado 1.109 casos da Covid-19 no município, com 9 óbitos.