6 de março de 2021

Gabriel Abreu – Da Revista Cenarium

MANAUS – O governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), será o entrevistado do programa Roda Viva, da TV Cultura Brasil, na próxima segunda-feira, 1º de fevereiro. Na pauta, será abordado o enfrentamento da pandemia de Covid-19 no Estado.

A participação do governador foi anunciada nesta quarta-feira, 27, nas redes sociais do programa. O Roda Viva é apresentado pela jornalista Vera Magalhães, escritora do Jornal O Globo e comentarista da rádio CBN.

O programa vai ao ar às 21h (horário de Manaus), na TV Cultura, no site da emissora, no canal no YouTube, no Dailymotion, nas redes sociais Facebook e Twitter. A transmissão do programa também será feita pelo Facebook da Revista Cenarium, ao vivo, e na TV aberta pelo canal 50.1.

Abordagens

Um dos temas que certamente deve ser abordado, será o enfrentamento do novo pico da Covid-19 no Amazonas. Além das iniciativas governamentais para mitigar a crise, relacionada com aumentos de casos e internações ligadas ao surgimento da nova variante do SARS-CoV-2.

Wilson Lima destacou que vem trabalhando para solucionar o abastecimento de oxigênio nas unidades de saúde. E no Hospital Nilton Lins foram destinados concentradores de ar para os leitos, além do abastecimento feito pela empresa fornecedora de oxigênio no Estado, a White Martins.

“A questão do oxigênio é algo que nos impedia de fazer abertura de novos leitos e, hoje, já temos no Hospital Nilton Lins os concentradores de ar e também temos o backup. O backup foi abastecido ontem pela empresa que fornece ao Governo do Estado, e isso nos dá a segurança de que a gente possa abrir essa unidade e manter aqui os pacientes”, afirmou o governador.

“Nós alinhamos um projeto com a administração do Nilton Lins, que está nos apresentando já o projeto pronto e a estrutura praticamente montada, com banheiros, enfermarias, e nós vamos desdobrar a parte de oxigênio sustentável e com isso abrir mais 50 leitos clínicos, chegando então no Nilton Lins a 152 leitos”, anunciou o ministro Eduardo Pazuello.