Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
16 de setembro de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
image/svg+xml

Bruno Pacheco – Da Cenarium

MANAUS – O Núcleo de Ensino e Pesquisa em Astronomia, da Universidade do Estado do Amazonas (Nepa/UEA), abriu nessa quarta-feira, 29, inscrições gratuitas para jovens estudantes de escolas municipais e estaduais participarem do projeto de iniciação científica em Astronomia. O programa será desenvolvido remotamente, por meio da plataforma de aprendizagem online da instituição, a AVA UEA.

Nesta primeira etapa do projeto, as oportunidades serão apenas para estudantes do sexo feminino. A inscrição da aluna somente será validada com o consentimento da professora e da escola. Ao todo, serão 24 linhas de investigação, como a Astrobiologia, Astrofilosofia, Astrofísica, Astronomia Afro-brasileira, Astronomia Cultural, Astronomia Indígena Brasileira, Empoderamento Feminino na Astronomia e Astronáutica; Astronomia em Libras, Astronomia para Estudantes com Síndrome de Down, entre outros. Cada aluna poderá escolher uma.

“O projeto visa mostrar o potencial das mulheres amazonenses na ciência, em particular, na Astronomia. Ao todo, são 24 linhas de investigação e esperamos ter ampla participação feminina em todas as frentes de pesquisa. Todas as profissionais da educação (pedagogas e professoras) e todas as alunas das escolas públicas (municipal ou estadual) do Amazonas podem participar”, destacou à CENARIUM o astrofísico português Nélio Sasaki, professor e coordenador da Nepa.

Sasaki explica que, como esta é a primeira vez que o Nepa está lançando um projeto desta natureza, a definição da quantidade de turmas deve ser feita somente após o término das inscrições, que vai até o 30 de agosto.

Como se inscrever

Para se inscrever, a aluna deverá consultar uma professora de sua escola, que será a responsável por intermediar as ações entre a estudante e o Núcleo de Ensino e Pesquisa em Astronomia, que também contará com uma equipe feminina para o suporte às jovens. O formulário da inscrição está disponível no link.

Veja também: Eclipse no Brasil: indígenas veem fenômeno como algo tradicionalmente negativo, explica astrônomo

Nélio Sasaki destaca que, assim como toda iniciação científica, cada aluna terá um problema-alvo a ser investigado e todos relacionados com Astronomia. Ao final, estudantes participarão com trabalhos científicos no I Congresso de Iniciação Científica em Astronomia, que deve ocorrer em outubro deste ano, na Semana Nacional da Ciência e Tecnologia.

“Tanto para o Nepa quanto para a UEA, olhamos com bons olhos a toda iniciativa em aproximar a Universidade da comunidade e vice-versa. É muito gratificante saber que cada um desses projetos estará sendo desenvolvido pelas mulheres amazonenses. Precisamos valorizar nossas cientistas, nossas professoras e tudo começa com o apoio e incentivo as nossas alunas”, concluiu o professor.

Educação Astronômica

No Amazonas, o astrofísico Nélio Sasaki é diretor do Planetário Digital de Manaus e do Planetário Digital de Parintins, além de coordenador do Nepa da UEA, com especialidade em Astronomia Indígena. Desde 2012, o pesquisador desenvolve um projeto socioeducacional com o objetivo de levar o conhecimento científico sobre a astronomia para crianças e indígenas da região Norte do País.