Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
29 de janeiro de 2022
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE

Bruno Pacheco – Da Revista Cenarium

MANAUS – Os pais ou responsáveis da criança de aproximadamente dez anos, que aparece dançando em cima de um carro no bairro Novo Aleixo, na Zona Norte de Manaus, poderão ser responsabilizados, segundo informações repassadas pela Polícia Civil do Amazonas (PC/AM). O caso aconteceu no último domingo, 23, e ‘viralizou’ nas redes sociais, deixando internautas indignados.

Segundo a polícia, na manhã desta terça-feira, 25, o proprietário do veículo compareceu na sede da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), onde declarou que não possui nenhum laço familiar com a criança.

Em nota à REVISTA CENARIUM, a polícia informou que o dono do carro relatou durante o depoimento que ele havia deixado o automóvel estacionado no local, onde foi participar de um evento e que, portanto, não tem nenhum envolvimento com a exposição da menina.

No vídeo, a criança aparece dançando uma música funk denominada “Os 4 Cara Que a Bandida Se Amarra”, do DJ Guuga. A menina está em cima de um carro, ao redor de várias pessoas que filmam e aplaudem a situação. Em meio à pandemia, todos estão sem máscaras de proteção.

Assista ao vídeo:

De acordo com a delegada Joyce Coelho, titular da Depca, o caso está sendo investigado para que as circunstâncias da ocorrência sejam apuradas. Os investigadores da unidade policial seguem realizando diligências, a fim de identificar a criança e os responsáveis pela mesma, para que ambos sejam notificados a comparecer na sede da unidade policial. 

“Precisamos ver o que está por trás daquela dança, porque ela estava naquela exposição, daquela maneira. Para ela, de 9 ou 10 anos, talvez era uma brincadeira, mas é muito sério o que estava acontecendo ali”, explicou.

Segundo a polícia, mais informações não podem ser repassadas no momento.

Indignação

O vídeo da menina gerou revolta e indignação de internautas. O delegado Marcelo Dias, da Polícia Civil do Amazonas (PC/AM), classificou como inadmissível e lamentável a situação.

“Pais e mães tomem conta dos seus filhos, não sabemos até onde vai a maldade do ser humano. Cuidem de nossas crianças. Essa é uma cena totalmente lamentável”, escreveu em sua conta pessoal do Facebook.

Um outro internauta alertou para a sensualização da criança. “[A] família deixa a criança sensualizar em cima do carro dançando funk, e como sempre aqueles conteúdos vulgares na música”, pontuou.

Para o delegado Mauro Duarte, do 1º Departamento Integrado de Polícia (DIP), a cena é totalmente absurda. “O mais impressionante é que os curiosos que assistem a essa cena deprimente como se fosse um verdadeiro show”, disse.