Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
25 de setembro de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
image/svg+xml

Déborah Arruda – Da Cenarium

MANAUS (AM) – Cumprindo seu primeiro mandato como vereadora de Manaus, a advogada Thaysa Lippy (PP) se destaca por projetos voltados aos autistas e defesa dos direitos da mulher. A parlamentar destacou que foi motivada a entrar na política partidária por sua família, que possui histórico na política amazonense. A vereadora foi a entrevistada do “CENARIUM ENTREVISTA”, apresentado pela jornalista Andréa Vieira, exibido pela TV Cenarium e pelo Youtube, às 19h, nesta quinta-feira, 29.

Membro da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR), a parlamentar destacou que busca alinhar suas proposituras a assuntos de relevância social e que realmente representam uma demanda social urgente. “Os projetos de lei que nós buscamos fazer são sempre visando resolver um problema real da população e que traga efetividade. Tudo o que nós temos feito é pensado com muita cautela para que seja dado o melhor”, afirmou Lippy. 

Filha do deputado estadual Felipe Souza (Patriota) e do ex-vereador Luizinho Souza, a vereadora afirmou que foi influenciada positivamente a entrar na política partidária. Para ela, que sempre acompanhou o trabalho do pai, o desejo de se tornar representante do povo despertou quando ainda estava na faculdade. A decisão para se candidatar foi em 2020, no ano da eleição municipal.

“A partir do momento em que você vê alguém da sua família e começa a admirar, você começa a pensar em fazer aquilo também. É algo natural. Eu era avessa à política, logo quando entrei na faculdade não gostava, vi que tinha muita polêmica, fake news. E dentro da faculdade vi que era algo muito importante”, disse.

Causa autista

Uma das bandeiras defendidas por Thaysa Lippy, que também participa da Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência (COMPCD), é a causa autista. De acordo com a parlamentar, uma de suas propostas de mandato foi a defesa dos direitos dos autistas, mas durante sua atuação, tenta englobar a causa PCD como um todo. A parlamentar produziu uma cartilha com as principais leis e institutos que trabalham com os autistas em Manaus, e os canais de denúncia, uma forma de levar informação a tantas pessoas que ainda desconhecem sobre a legislação vigente.

Mulheres na política

Uma entre as únicas três vereadoras da Câmara Municipal de Manaus (CMM), a parlamentar afirmou que a mulher deve conhecer mais sobre a política brasileira. Segundo a vereadora, ainda há muitos pontos a avançar, como a igualdade nos partidos políticos, mas como maioria do eleitorado é necessário que a população feminina avance nessa questão para extinguir a sub-representação.

“Creio que nós avançamos bastante, mas ainda temos muito a crescer. Falta também as mulheres quererem falar de política. Acho que o quadro realmente só vai mudar quando as mulheres mudarem de cabeça, buscarem entender. Ainda é pouco, eu tiro pelo meu círculo de amizade”, destacou a parlamentar.