Participe do nosso grupo no Whatsapp Participe do nosso grupo no Telegram
1 de dezembro de 2021
Ainda não é assinante
Cenarium? Assine já!
ASSINE
image/svg+xml

Mencius Melo – Especial para a Cenarium

MANAUS – Entre os dias 16 e 17 de novembro, os cantores David Assayag, Márcia Siqueira e Patrick Araújo participarão do concerto “A OSB do Brasil”, no Teatro Riachuelo, no Rio de Janeiro. A ideia é dedicar ao ritmo do boi-bumbá amazônico um bloco inteiro. O regente será Fernando Malheiros e tanto David quanto Márcia e Patrick irão interpretar toadas do Garantido e Caprichoso. Na articulação está Nikolay Sapoundjiev.

Baseado no Rio de Janeiro, Nikolay nasceu na Bulgária, onde se tornou mestre em violino e pedagogia, pela Academia Nacional de Música Pancho Vladiguerov, em Sófia, capital. Chegou ao Brasil, em 1997, mais precisamente em Manaus. Trabalhou por 12 anos na Amazonas Filarmônica. Foi Spalla da Orquestra de Câmara do Amazonas, Spalla da Orquestra Experimental do Amazonas e coordenador de núcleo das cordas do Liceu de Artes e Ofícios Cláudio Santoro.

Atualmente, é violinista e coordenador artístico e pedagógico da Orquestra Sinfônica Brasileira (OSB). A CENARIUM conversou com Nikolay para saber mais detalhes sobre a apresentação na capital fluminense e os motivos que o levaram a escalar nomes do cancioneiro do boi-bumbá de Parintins. De acordo com o músico, a experiência com a festa faz parte. “Meu primeiro contato com o festival foi em 1998, quando a Amazonas Filarmônica abriu o festival com o ‘Vermelho’ e ‘Canto da Yara’, cantados pelo David e Arlindo Jr”, recordou.

O levantador de toadas do Boi Caprichoso, Patrick Araújo (Reprodução/ Divulgação)

Experiência

Já ambientado com o festival, Nikolay participou, em 2012, da gravação do DVD do Boi Garantido e desde então passou a fazer parte das cordas do vermelho e branco na arena. Atualmente, integrando o corpo técnico da OSB, o “búlgaro amazonense”, destaca a importância de se valorizar a cultura dos bois. “Os bois são de uma importância imensa. Deveríamos fazer uma matéria só sobre isso. Tem importância musical, social, histórica e educacional”, exaltou.

Ainda segundo o artista, o concerto faz parte da série “A OSB do Brasil”, que trata da música folclórica das cinco regiões do Brasil apresentadas de forma sinfônica com arranjos originais. “Cada espetáculo apresenta três blocos e nesse caso o terceiro bloco é todo dedicado ao festival folclórico de Parintins. Ele se chamará ‘Espetáculo Norte’, tudo sob a regência do maestro Luís Fernando Malheiros, que é o maestro da Amazonas Filarmônica”, detalhou Nikolay.

Saudades do Amazonas

Morando no Rio de Janeiro, Nikolay Sapoundjiev não esconde a saudade do Amazonas. “Sempre que posso estou no Amazonas. Lá tenho muitos amigos, família. Tenho muita saudade”, confessou. “Quando dou entrevistas aqui, no Rio de Janeiro, ou mesmo quando falo com pessoas digo sempre que minha terra natal brasileira é o Amazonas”, destacou.

Com vivência de mais de uma década nas artes amazonenses, Nikolay aprendeu até a regra número 1 de quem Perguntado se é Garantido ou Caprichoso? Ele respondeu: “Sou Garantido no festival, mas ‘Garanchoso’ no resto do ano”, finalizou o diplomático.